Alergia

telefone São Paulo (11) 3394-5007

Destaque Marketing

Sobre o nosso núcleo

As doenças alérgicas acometem até 30% da população, levando a impactos significativos na qualidade de vida. Um diagnóstico adequado é fundamental para a prevenção de novas reações e escolha do melhor tratamento.

O diagnóstico das alergias e fundamentado na história clínica, e confirmado por testes cutâneos, de provocação e exames laboratoriais.

Entre os diferenciais do Núcleo, destaca-se o tratamento centrado no paciente, tendo como principal objetivo estabelecer a melhor relação médico-paciente, trazendo informações e orientações sobre a doença, promovendo a escolha compartilhada e individualizada do tratamento clínico, com foco em devolver ao paciente o bem-estar e a qualidade de vida.

Endereço e horários

Hospital Sírio-Libanês Bela Vista
Rua Dona Adma Jafet, 115

Horário de atendimento
Segunda a sexta: 8h às 20h
Sábados: 8h às 12h

Contato

telefoneSão Paulo (11) 3394-5007

Equipe

Nossa equipe é altamente especializada em cada área de atuação.

Equipe

Nossa equipe é altamente especializada em cada área de atuação.

Coordenador
Dr. Luis Felipe Chiaverini Ensina

Comissão Diretora
Dr. Antônio Carlos Pastorino
Dr. Pedro Giavina Bianchi
Dra. Fanny Dantas de Lima

Equipe Médica
Pediatria/Alergia e Imunologia
Dr. Antônio Carlos Pastorino
CRM: 41829

Dra. Deborah Geraldi Rezendo de Oliveira
CRM: 120905

Dra. Mayra de Barros Dorna
CRM: 108318

Dra. Rejane Rimazza Dalberto Casagrande
CRM: 88005

Alergia e Imunologia
Dra. Ana Paula Cusato Ensina
CRM: 90167

Dra. Ellen de Oliveira Dantas
CRM: 82784

Dr. Luis Felipe Chiaverini Ensina
CRM: 86758

Dra. Fanny Dantas de Lima
CRM: 95482

Dr. Pedro Francisco Giavina Bianchi Júnior
CRM: 70584

Coordenador
Dr. Luis Felipe Chiaverini Ensina

Comissão Diretora
Dr. Antônio Carlos Pastorino
Dr. Pedro Giavina Bianchi
Dra. Fanny Dantas de Lima

Equipe Médica
Pediatria/Alergia e Imunologia
Dr. Antônio Carlos Pastorino
CRM: 41829

Dra. Deborah Geraldi Rezendo de Oliveira
CRM: 120905

Dra. Mayra de Barros Dorna
CRM: 108318

Dra. Rejane Rimazza Dalberto Casagrande
CRM: 88005

Alergia e Imunologia
Dra. Ana Paula Cusato Ensina
CRM: 90167

Dra. Ellen de Oliveira Dantas
CRM: 82784

Dr. Luis Felipe Chiaverini Ensina
CRM: 86758

Dra. Fanny Dantas de Lima
CRM: 95482

Dr. Pedro Francisco Giavina Bianchi Júnior
CRM: 70584

Conheça o Núcleo de Alergia
do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Perguntas Frequentes

Por Dr. Luis Felipe Chiaverini Ensina

Alergia é uma reação exagerada do sistema imunológico contra uma determinada substância.

Essa reação exagerada do sistema imunológico provoca um processo inflamatório, que pode se manifestar em diferentes órgãos ou sistemas, como pele, respiratório e gastrintestinal. Para cada tipo de resposta imunológica contra as diferentes substâncias, um tipo de alergia diferente.

No geral, podemos dizer que existem dois tipos de alergias: as causadas por anticorpos do tipo IgE e as causadas por células do sistema imunológico. As alergias mediadas por IgE se manifestam imediatamente ao contato com a substância envolvida, enquanto que as mediadas por células podem demorar 24-48h ou às vezes até semanas após o contato, para se manifestar.

As formas mais comuns de reações imediatas mediadas por IgE são aquelas que se manifestam com coceira no nariz, espirros, nariz entupido, coriza, falta de ar, chiado no peito, urticas (lesões avermelhadas com coceira que parecem picada de mosquito), inchaço, cólica, náuseas, diarreia – geralmente estes sintomas aparecem em doenças como a urticária, angioedema, anafilaxia, rinite e asma. Entre as causas mais frequentes das três primeiras estão alguns alimentos e medicamentos, e entre as duas últimas os ácaros da poeira doméstica. As reações mais tardias, mediadas por células, se manifestam na maior parte das vezes como grosseiro na pele, com coceira, às vezes descamação – são exemplos a dermatite de contato e as farmacodermias (reações tardias por medicamentos). Doenças como a dermatite atópica, podem apresentar mecanismos imunológicos mistos que envolvem IgE e células.

O tempo de duração de uma reação está diretamente relacionado ao mecanismo e à exposição ao desencadeante. Enquanto o indivíduo estiver exposto, os sintomas persistem. Uma vez que o contato com o agente causador é interrompido, as reações mediadas por IgE tendem a durar algumas horas, enquanto que as mediadas por células podem durar alguns dias.

As formas mais comuns de manifestações alérgicas na pele são as urticárias, as dermatites atópica e de contato, e as farmacodermias. Cada uma delas apresenta mecanismos e manifestações clínicas diferentes. As urticárias se manifestam como lesões do tipo “picada de mosquito”, que coçam muito, duram alguns minutos ou horas e desaparecem sem deixar marcas, mudando de lugar. Podem estar acompanhadas de um inchaço deformante, geralmente nos lábios, língua ou pálpebras, que chamamos de angioedema. As dermatites são lesões em que a pele fica mais “grossa”, podendo descamar, e coçar, e que tem distrubuição característica de acordo com a idade (na dermatite atópica) ou com o desencadeante (na dermatite de contato). As farmacodermias se manifestam como um “grosseiro” na pele, com vermelhidão e algumas vezes coceira, com duração mais prolongada que as urticárias, e algumas vezes com sintomas mais graves como lesões em mucosas ou órgãos internos, ou mesmo descolamento da pele, como num grande queimado.

As urticárias podem ser causadas por alimentos, medicamentos ou infecções, mas quando persistem por muito tempo (mais do que 6 semanas – urticária crônica) são reações do sistema imunológico contra o próprio corpo – auto-alergia ou auto-imunidade. A dermatite atópica está relacionada às alergias respiratórias, ácaros da poeira, fungos, pelo de animais – mas também está relacionada com defeitos na barreira cutânea (o que deixa a pele mais seca) e alteração na microbiota (desequilíbrio nas bactérias que habitam nossa pele, potencializando a inflamação). As dermatites de contato ocorrem no local de contato com determinadas substâncias, como cosméticos, metais, produtos de limpeza, borracha, entre outros. As farmacodermias estão relacionadas principalmente com medicamento do tipo antibióticos e anti-inflamatórios, mas podem ocorrer com qualquer medicamento.

É uma alergia que se manifesta na pele.

Blog do Sírio-Libanês