Relação Sexual Programada

Nesse procedimento estimulam-se os ovários da paciente com medicação oral ou subcutânea e controla-se o momento correto da ovulação por meio de exames de ultrassom. Dessa maneira, é possível orientar o momento correto para o casal ter relação sexual.

Costuma ser indicado para casais inférteis com tubas uterinas normais e com a análise seminal também normal ou pouco alterada. Esse tipo de procedimento é mais frequente quando existe alguma dificuldade na ovulação da paciente ou fator masculino leve.