Doação de Óvulos

Tratamento em que uma mulher doa os óvulos para outra. É indicado principalmente para mulheres com baixa reserva ovariana devido à idade ou menopausa precoce.

São candidatas a doação de óvulos pacientes com até 35 anos de idade e com triagem sorológica e microbiológica negativas. Em avaliação médica, serão consideradas condições físicas e mentais, doenças pessoais e familiares, doenças genéticas e demais condições clínicas que possam contraindicar o processo. A reserva ovariana também é avaliada e são consideradas aptas a doação pacientes que apresentem boa reserva ovariana.

São respeitadas as características físicas e a tipagem sanguínea para pareamento das doadoras e receptoras. O processo é aprovado pelo Conselho Federal de Medicina, desde que seja anônimo e sem fins lucrativos. Ou seja, a doadora não sabe para quem está doando e a receptora não sabe de quem está recebendo.

A duração do tratamento é a mesma da fertilização in vitro, ou seja, aproximadamente 18 dias, com a diferença que somente a doadora passa pelo processo de indução da ovulação e aspiração de óvulos.

A receptora recebe medicações, administradas por via oral, transdérmica ou vaginal, para preparar o endométrio. No dia da coleta dos óvulos, parte deles é doada para a receptora e fertilizada com os espermatozoides de seu parceiro ou, se indicado, sêmen de doador. O embrião selecionado é transferido para o útero da receptora após cerca de 5 dias.