Dia Mundial do Diabetes

 
Fonte: Dr. Antonio Roberto Chacra. CRM (SP) 13.129
Publicado em 14/11/2020

No Brasil, 14 milhões de pessoas são portadoras de diabetes. Se nós multiplicarmos isso por 4, que são os familiares mais próximos, significa que grande parte da população do país está envolvida com essa doença. O diabetes tem aumentado de forma preocupante no mundo, e a Federação Internacional de Diabetes criou essa data, o Dia Mundial do Diabetes (14 de novembro), não exatamente para celebrar a doença, mas, sim, para conscientizar.

Essa campanha de conscientização tem como objetivo impactar o máximo de pessoas em todo mundo, para que saibam que estamos abordando um problema de saúde pública. Há também um caráter de prevenção, afinal, inúmeros pacientes não sabem que têm diabetes.

De forma geral, quatro perguntas podem nos auxiliar na identificação para uma predisposição à doença:
1.    Você acredita estar acima do peso?
2.    Você tem diabetes na família?
3.    Você tem mais de 40 anos?
4.    Você é sedentário (a)?

Você pode ter diabetes e não saber! Procure fazer a dosagem de glicose no sangue, que é um exame acessível, não dispendioso, e cujo diagnóstico precoce vai levar a um controle melhor da glicose e, em consequência, à prevenção, que é o grande drama das complicações crônicas da moléstia, impactando retina, rins, coração e ocasionando a chamada gangrena diabética.

É necessário que o profissional de saúde, seja o médico e os que o acompanham na equipe multidisciplinar, oriente o paciente no sentido de ter um melhor controle e, com isso, prevenir as complicações, que são extremamente onerosas para qualquer sistema de saúde.

O Centro de Diabetes do Hospital Sírio-Libanês é constituído por uma equipe multidisciplinar formada por médicos, nutricionistas, enfermeiros e psicólogos que proporcionam cuidados integrais ao paciente portador da condição. Para saber mais, acesse https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/hospital/especialidades/centro-diabetes/Paginas/default.aspx