Câncer de Pulmão

 
Fonte: Fabio José Haddad
Publicado em 12/08/2021
Câncer de Pulmão

O câncer de pulmão é o tumor maligno que mais mata homens e mulheres no mundo todo. A maioria destes tumores é do tipo células não pequenas (85% dos casos). Está, na maioria das vezes, relacionado ao tabagismo, apesar de estarmos presenciando aumento do número de casos em não fumantes, talvez por motivos ainda desconhecidos, mas que podem estar relacionados a fatores ambientais como poluição atmosférica, e fatores genéticos também. Os 15% restantes correspondem aos chamados tumores de pequenas células, com praticamente 100% dos casos acometendo tabagistas.

A característica principal do câncer do pulmão é o desenvolvimento de metástases, já que os pulmões são órgãos ricamente vascularizados tanto da circulação sanguínea quando da linfática.

Assim, quanto menor for o tumor do pulmão, maiores chances temos de curar o paciente, dadas as menores probabilidades de metástases já terem se desenvolvido.

Nesta fase de tumores pequenos, a quase totalidade dos pacientes não possui sintomas. Deste modo, a detecção ocorre em exames de imagem. Consulte seu médico para saber mais sobre o rastreamento do câncer de pulmão.

Feito o diagnóstico, e os exames de estadiamento (avaliação da extensão da doença), os pacientes em fase inicial da doença, ou seja, com tumores restritos ao pulmão, quase sempre o tratamento é feito com cirurgia de remoção do lobo pulmonar acometido, sempre com retirada de linfonodos loco-regionais. Este tipo de tratamento é feito, na grande maioria dos casos, de modo minimamente invasivo (cirurgia robótica ou por videotoracoscopia).

Nos casos em que o paciente não apresenta condições para cirurgia, pode ser utilizada a radioterapia com forma de tratamento também com intenção de cura.

Nos pacientes com linfonodos comprometidos, devem ser adicionados tratamento oncológicos outros, como quimioterapia ou terapia alvo molecular. Os oncologistas do HSL podem lhe fornecer maiores detalhes sobre isso.

Nos pacientes com volume maior de doença no tórax, com múltiplos linfonodos, tumores muito grandes, que extrapolam os limites do pulmão, a cirurgia, de modo, geral perde o benefício. A abordagem multidisciplinar nos casos de câncer de pulmão é essencial para a melhor escolha do tratamento. O Núcleo de Tórax do HSL realiza reuniões multidisciplinares semanais para discussão de casos e tomada de decisão, principalmente nos casos mais complexos.

Nestes casos mais avançados, mas ainda sem metástases a distância (fora do tórax), o tratamento com intenção curativa pode ser feito com radioterapia concomitante a quimioterapia, e o oncologista clínico dirá se o paciente é candidato a imunoterapia logo ao término deste tratamento inicial.

Na doença dita avançada (metástases em outros locais fora do tórax), houve vários avanços no tratamento nos últimos 15 anos, como terapia alvo molecular, imunoterapia, radioterapia de consolidação, novas drogas de quimioterapia (mais efetivas e com menor toxicidade), e por vezes, com a combinação de vários tipos de tratamentos. Esses progressos, fizeram com houvesse aumento significativo da sobrevivência dos pacientes com câncer de pulmão metastático, acompanhado igualmente da melhora da qualidade de vida.

Nosso Atendimento

O serviço de Especialidades Médicas Sírio-Libanês reúne equipes médicas e equipes multidisciplinares especializadas, trabalhando de forma integrada para oferecer o que há de melhor em diagnósticos e tratamentos, promoção de saúde, qualidade de vida e planos de cuidados centrados no paciente.

Horário de Funcionamento:

De segunda à sexta-feira, das 8h às 20h

Informações:

Telefone: +55 (11) 3394-5007

Onde Estamos:

Rua Dona Adma Jafet, 115 Núcleo de Medicina Avançada Bloco E - 4º andar - Bela Vista - São Paulo