Lean nas Emergências

O projeto visa reduzir a superlotação em urgências e emergências de hospitais públicos e filantrópicos de todo o país, por meio da metodologia Lean para gestão de processos, estimulando boas práticas de gestão do fluxo, buscando agilizar a passagem e o tempo de permanência do paciente.

Atualmente, a intervenção está em 36 de 100 hospitais, sendo:

•           6 hospitais no ciclo 0

•           10 hospitais no ciclo 1

•           20 hospitais no ciclo 2

 

Confira as reduções de tempo já alcançadas nos hospitais do Ciclo 1 (junho a setembro/18):

•           -57% no atendimento porta-médico (± 87 minutos)

•           -37% na passagem do paciente-médico (± 159 minutos)

•           -19% na permanência do internado (±1,7 dia)