Escola de Transplantes

Visa desenvolver o constante aprimoramento técnico profissional, promovendo treinamento e capacitação de novos profissionais e instituições do SUS que se dediquem à área do transplante e da doação de órgãos e tecidos. Para isso, se faz necessária à avaliação, seleção e preparação dos candidatos ao transplante, a realização do transplante, implante de dispositivos cardíacos e o acompanhamento contínuo dos pacientes com foco em qualidade e segurança da assistência prestada, otimização dos recursos, controle orçamentário e geração de conhecimento.

O projeto é divido entre quatro frentes:

1.Capacitação em Transplante de Fígado Pediátrico: Tem o objetivo de capacitar profissionais da área da saúde e serviços para realizar o transplante de fígado em pacientes pediátricos.Ao seu término os participante e/ou instituições devem estar aptos a identificar e avaliar pacientes com critérios para transplante, quanto na realização do procedimento em si e acompanhamento dos pacientes pós-transplante.

2. Tratamento da Falência Intestinal no Brasil em pacientes pediátricos e Reabilitação Intestinal e Transplante Intestinal/Multivisceral: Visa o aprimoramento do Programa de Tratamento da Falência Intestinal no Brasil com a Reabilitação Intestinal e Transplante Intestinal e Multivisceral em pacientes pediátricos do SUS. Além disso, atua no constante aprimoramento técnico profissional, com atividades de treinamento de recursos humanos e de consultoria.

3. Tratamento da Insuficiência Cardíaca Refratária com Transplante Cardíaco e/ou Implante de Dispositivo de Assistência Circulatória Mecânica (Projeto “Coração Novo”): Realiza treinamento e capacitação de novos profissionais e serviços que se dediquem à área do Transplante cardíaco, incluindo a implantação e manejo de dispositivos de Assistência Circulatória Mecânica (ACM). Por meio da avaliação e da preparação dos candidatos ao transplante ou implante do dispositivo de ACM, da realização do transplante cardíaco e do acompanhamento pós-procedimento e das suas complicações. Além disso, deve colaborar para a implementação de novos centros.

4. Capacitação em Doação de Órgãos para Transplante: Visa melhorar o processo e aumentar a oferta e o domínio de doações. Por meio da análise situacional de cada região do país, são implementadas ações educativas voltadas às necessidades locais.

Resultados de 2018:

  • 55 transplantes de fígado em pacientes pediátricos realizados;
  • 07 leitos de reabilitação intestinal disponibilizados;
  • 06 desospitalizações em reabilitação intestinal;
  • 05 transplantes de coração;
  • 10 dispositivos cardíacos implantados;
  • Inauguração de 28 leitos no Hospital Menino Jesus.