Bioengenharia de Tecidos

O projeto engloba duas novas técnicas em bioengenharia de tecidos. A primeira visa à bioengenharia do tecido ósseo para o tratamento da fissura lábio palatina utilizando-se da polpa do dente de leite da própria criança. A partir da polpa do dente de leite são isoladas células-tronco e estas são associadas a um biomaterial. Este conjunto é utilizado para o fechamento do osso alveolar, evitando-se assim a necessidade de retirar osso da bacia. Esta técnica inovadora foi desenvolvida em laboratório e já foram realizados os estudos clínicos em pacientes.

No triênio atual (2018-2020) será realizado um estudo multicêntrico para avaliar a não inferioridade desta técnica em relação ao procedimento padrão, com análise de custo-efetividade e capacitação de profissionais de sete centros de referência para o tratamento de fissuras para aplicação deste novo tratamento. A segunda técnica desenvolvida abrange a bioengenharia de tecidos moles para o tratamento da microssomia craniofacial utilizando-se gordura do próprio paciente como fonte de células-tronco.