Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon
X

Horários de funcionamento das unidades no Carnaval

Unidades em São Paulo

Unidade Bela Vista

Dia 27/02

  • - Hospital e Pronto Atendimento: 24 horas
  • - Central de Laudos: 08h00 às 20h00
  • - Laboratório Clínico: 06h30 às 18h30
  • - Centro de Imunizações: 06h30 às 18h30
  • - Raio X: 07h00 às 18h00
  • - Exames Agendados*: 07h00 às 18h00

* Conforme disponibilidade da agenda

Dia 28/02

  • - Hospital e Pronto Atendimento: 24 horas
  • - Central de Laudos: 08h00 às 13h00
  • - Laboratório Clínico: 06h30 às 18h30
  • - Centro de Imunizações: 06h30 às 18h30
  • - Raio X: 07h00 às 18h00
  • - Exames Agendados*: 07h00 às 18h00

* Conforme disponibilidade da agenda

Unidade Itaim

Dia 27/02

  • - Laboratório Clínico: 06h00 às 18h00
  • - Radiologia Geral: 07h00 às 18h30
  • - Central de Laudos: 07h00 às 19h00
  • - Exames Agendados*: 06h00 às 18h00

* Conforme disponibilidade da agenda

Dia 28/02

  • - Laboratório Clínico: 06h00 às 14h30
  • - Radiologia Geral: 07h00 às 12h30
  • - Central de Laudos: 07h00 às 13h00
  • - Exames Agendados*: 06h00 às 18h00

* Conforme disponibilidade da agenda

Unidade Jardins

Dia 27/02

A unidade estará funcionando das 07h00 às 19h30

Dia 28/02

A unidade estará fechada neste dia

Unidades em Brasília

Unidade Asa Sul

Dia 25/02

Dia 26/02

Procedimentos agendados das 8h00 às 14h00

Dia 27/02

A unidade estará funcionando das 08h00 às 20h00

Dia 28/02

Procedimentos agendados das 8h00 às 16h00

Unidade Lago Sul

Dia 27/02

A unidade estará funcionando das 08h00 às 18h00

Dia 28/02

A unidade estará fechada neste dia

Centro de Diagnóstico
da Unidade Asa Sul

Dia 27/02

A unidade estará funcionando das 07h00 às 19h00

Dia 28/02

A unidade estará fechada neste dia

Hospital Sírio-LibanêsImprensaNotíciasSaiba quais doenças podem causar cansaço excessivo - em Mulher de Corpo

Notícias

Saiba quais doenças podem causar cansaço excessivo - em Mulher de Corpo

Publicado em 07/02/2017

Texto Vand Vieira | Adaptação Ana Paula Ferreira

Quando nem uma boa noite de sono é capaz de dar um fim à falta de disposição, a situação pode ser mais séria do que parece. Conheça três possíveis doenças que podem causar cansaço excessivo:

Anemia

As causas: Além de uma alimentação pobre em ferro, essencial para a formação das hemácias (glóbulos vermelhos no sangue), o fluxo menstrual intenso é um dos principais fatores que contribuem para a prevalência dessa doença nas mulheres.

Por que deixa cansada? 

"A falta de ferro prejudica o transporte de oxigênio no organismo, levando à fadiga, palidez, falta de ar, tontura, vertigem e alteração nos batimentos cardíacos", explica Renato Zilli, endocrinologista do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Como prevenir? 

Fique atenta à intensidade do fluxo menstrual, consultando um ginecologista regularmente, e inclua no cardápio fontes de ferro, vitamina B12 e ácido fólico, presentes em carne vermelha, leguminosas, peixes e frutos do mar, ovos e folhas verdes- escuras.

Como remediar? 

Suplementação de ferro ou vitamina B e, em casos graves, transfusão de sangue.

Hipotireoidismo

As causas: "Na maioria das vezes, o problema (que ocorre pela produção insuficiente de hormônios tireoidianos) é autoimune, mas alguns remédios, doenças da hipófise e a cirurgia de retirada da tireoide podem provocar a disfunção", diz Renato.

Por que deixa cansada? 

Os hormônios tireoidianos são responsáveis por manter a velocidade do metabolismo. Sem eles, tudo funciona devagar, quase parando.

Como prevenir? 

Por ser uma doença de fundo genético, é preciso ficar atenta ao seu histórico familiar e fazer um check-up periodicamente.

Como remediar? 

Fazendo reposição hormonal com orientação médica.

Desequilíbrio da microbiota intestinal

As causas: "Alimentação ruim, uso de antibióticos, entre outros fatores, podem interferir diretamente na composição das bactérias da flora intestinal", alerta Debora Poli, gastroenterologista do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, na capital paulista.

Por que deixa cansada? 

A microbiota intestinal está envolvida na digestão de tudo que você come, ou seja, se está em desequilíbrio, compromete a absorção de nutrientes e a energia fornecida ao organismo.

Como prevenir? 

Seguindo uma dieta balanceada, livre de produtos industrializados, processados e embutidos, e aumentando o consumo de fibras e fontes de probióticos (como iogurte e leite fermentado).

Como remediar? 

"É preciso procurar um especialista para descobrir a causa e iniciar o tratamento adequado", orienta Debora Poli.

 

Fonte: corpoacorpo.uol.com.br

Assunto(s): Bem-estar; Notícias; Saúde
  • ​​​​​​Assessoria de Imprensa​

    Plantão
    +55 (11) 9 9135-1217

    WN&P Comunicação

    Gabriel Iralla Luccas
    +55 (11) 3394-4830
    Nara Bueno
    +55 (11) 3394-4819
    Itacir Figueiredo
    +55 ​(11) 5095-2660