Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon
Hospital Sírio-LibanêsImprensaNotíciasFalta de B12 pode gerar alterações cognitiva e de humor

Notícias

Falta de B12 pode gerar alterações cognitiva e de humor

Publicado em 17/02/2017

Ter um estilo de vida vegano por mais de cinco anos, sem consumir alimentos ou produtos de origem animal, pode acarretar em deficiência da vitamina B12. Para algumas pessoas, esse período pode ser menor ou ainda maior e depende da reserva que o fígado armazenou dessa vitamina. A deficiência, porém, pode trazer alguns sinais importantes e o primeiro, e mais comum, é a anemia.

A B12, ou cianobobalamina, é responsável pela formação e manutenção das células do sistema nervoso e das hemácias. Sem B12, não há células vermelhas, que gerariam a anemia. “A pessoa passa a sentir cansaço, fica sem energia e tem fortes dores de cabeça. Até problemas musculares e dificuldades para caminhar podem surgir. Há pacientes que tem atrofia de músculo, problemas de enervação, como os que passaram por cirurgia bariátrica”, explica Henrique Suplicy, médico membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e professor de Endocrinologia da UFPR.

Pessoas que se submeteram às cirurgias de redução de estômago (bariátrica), idosos e crianças com doença celíaca, ou intolerantes ao glúten, estão ao lado dos veganos no grupo de risco para a deficiência. O caso deles, porém, é diferente dos veganos, vegetarianos e dos idosos. Quem passou pela cirurgia bariátrica ou é intolerante ao glúten têm dificuldades de absorção da vitamina e precisam de uma reposição injetável, direto no músculo. Idosos, pela dificuldade de mastigação, podem ter uma reposição oral, porque não afeta a absorção, da mesma forma que veganos e vegetarianos.

“Nem todas as pessoas que são veganas ou vegetarianas têm a deficiência de B12. Muitas repõem a vitamina com cereais enriquecidos. Mas, é mais comum que eles tenham, por isso é importante fazer a dosagem de tempos em tempos. Vejo muitas pessoas que não são vegetarianas, não têm sintomas da deficiência aparente, e estão com a B12 lá embaixo. Tem que dosar”, reforça o médico.

Como eu sei que tenho deficiência da B12?

Diagnosticar a deficiência da vitamina não é tão simples, de acordo com a médica endocrinologista e nutróloga Ellen Simone Paiva, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, regional de São Paulo, e os resultados de exames de sangue, que dosam a B12, definem como ‘normal’ uma faixa muito ampla da vitamina, que vai de 200 a 900 pg/mL.

“Isso significa que alguns casos de deficiência vão gerar resultados laboratoriais aparentemente normais e, por outro lado, casos com vitaminas normais vão se apresentar como deficientes. Isso não significa que as dosagens não são confiáveis. Elas apenas requerem uma avaliação crítica do médico, associado ao quadro clínico, bem como aos fatores de risco”, explica Paiva.

Entram na lista de fatores de risco quem faz uso constante de álcool, pessoas com gastrites crônicas que tomam medicamentos antiácidos de maneira contínua e diabéticos que fazem uso do remédio metformina. “São situações de risco que exigem um rastreamento, pelo menos, anualmente”, completa.

Frequência na reposição

Identificada a redução da vitamina B12, a frequência e a quantidade de vitamina vão variar conforme o nível de deficiência. Há pacientes que, durante um mês, recebem injeções uma vez por semana, enquanto outros tomam um comprimido ao dia por dois meses.

A recomendação de ingestão diária, para alcançar a absorção adequada, é de 2,4mcg por dia, para um adulto com absorção adequada, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Um pedaço pequeno de bife de fígado, ou 100g, contém 112 mcg de B12.

Veja outros alimentos, conforme levantamento do Hospital Sírio Libanês, de São Paulo, que contém a vitamina:

Bife de fígado (100 gramas) = 112 mcg de B12.

Marisco (100 gramas) = 99 mcg de B12.

Ostra (100 gramas) = 27 mcg de B12.

Coração de boi (100 gramas) = 14 mcg de B12.

Salmão (100 gramas) = 2,8 mcg de B12.

Queijo fresco (100 gramas) = 1,8 mcg de B12.

Ovo (100 gramas) = 1,1 mcg de B12.

Queijo mozarela (100 gramas) = 0,9 mcg de B12.

Leite (110 gramas) = 0,6 mcg de B12.

Frango (100 gramas) = 0,3 mcg de B12.

Sinais importantes

Na fase inicial e mesmo nas deficiências leves a moderadas, os sinais da falta de vitamina B12 podem ser sutis e se confundir com estresse. Confira quais sintomas podem estar relacionados à redução da vitamina no organismo, de acordo com informações da médica endocrinologista Ellen Simone Paiva:

– formigamentos, queimação e alteração da sensibilidade dos pés e pernas;

– alterações cognitivas relacionadas à dificuldade de memória e de concentração;

– confusão mental, com dificuldades em realizar tarefas simples;

– alteração no humor;

– anemia.
 

Fonte: www.gazetadopovo.com.br
Assunto(s): Bem-estar; Notícias; Saúde
  • ​​​​​​Assessoria de Imprensa​

    Plantão
    +55 (11) 9 9135-1217

    WN&P Comunicação

    Gabriel Iralla Luccas
    +55 (11) 3394-4830
    Nara Bueno
    +55 (11) 3394-4819
    Itacir Figueiredo
    +55 ​(11) 5095-2660