Nefrologia e Diálise

​​​​​​​Hipertensão Arterial

A pressão arterial é determinada pela força que o sangue exerce sobre a parede das artérias. Quando a pressão exercida sobre a parede das artérias está aumentada, recebe o nome de hipertensão arterial ou pressão alta.

Sintomas

A hipertensão arterial, na maioria das vezes, não determina sintomas. No entanto, algumas pessoas podem se queixar de dor de cabeça, dor na nuca, tontura ou falta de ar.

Apesar de assintomática, a hipertensão é um problema de saúde grave. Além de afetar um em cada quatro indivíduos, é a segunda principal causa de insuficiência renal e um importante fator de risco para acidente vascular cerebral (derrame), insuficiência cardíaca, problemas visuais e circulatórios.

Aproximadamente 90% dos pacientes com hipertensão arterial não têm causa aparente identificável, sendo chamados de hipertensos essenciais.

Os demais hipertensos são portadores da chamada hipertensão arterial secundária, situação na qual a elevação da pressão arterial é consequência de algum outro distúrbio que o paciente apresenta.

Causas

Dentre as principais causas de hipertensão arterial secundária, destacam-se as doenças renais, as alterações nas artérias renais e algumas alterações hormonais, principalmente relacionadas às glândulas suprarrenais, como feocromocitoma e hiperaldosteronismo.

Diagnóstico

O diagnóstico da hipertensão arterial é feito pela medida da pressão arterial, realizada com o uso do esfigmomanômetro (aparelho medidor de pressão).

A pressão arterial varia na dependência de diversos fatores, como estresse e exercício físico, não sendo constante ao longo do dia. Por isso, uma única medição da pressão arterial nem sempre é suficiente para se fazer o diagnóstico de hipertensão arterial.

Entretanto, uma única medida de pressão arterial com valores superiores a 135x80 mmHg no indivíduo adulto pode ser indício de hipertensão arterial, exigindo acompanhamento e novas medidas.

Fatores de risco

Qualquer pessoa, a qualquer tempo, pode desenvolver hipertensão arterial, mas são considerados fatores de risco, entre outros:

  • Excesso de peso.
  • Sedentarismo.
  • História familiar de hipertensão.
  • Idade.
  • Uso de anticoncepcional.

Incorporar hábitos saudáveis pode ajudar na redução da pressão arterial e no risco de hipertensão. Veja algumas dicas:

  • Controle de peso.
  • Prática de exercícios regulares.
  • Dieta com pouco sal.
  • Alimentação rica em frutas e vegetais.

 


Você está visualizando:

Nefrologia e Diálise

Outros conteúdos disponíveis para esta especialidade: