Dor e Distúrbios do Movimento

​​​​Conclusão

Várias condições musculoesqueléticas podem acarretar dor. As articulares, como a osteoartrite ou osteoartrose, são as mais prevalentes.

Devido a sua elevada ocorrência, é necessário que os achados complementares sejam validados em função do resultado do exame clínico para que a relação de causa-efeito seja estabelecida. Dentre as afecções de partes moles, a síndrome dolorosa miofascial, a síndrome fibromiálgica e as tendinopatias são as mais comumente observadas em clínicas diárias.

O diagnóstico é firmado com uma boa anamnese, fundamentados com os elementos de exames físicos e exames complementares.

O tratamento deve ser aplicado, com a visão interdisciplinar, através de medidas específicas, medicações analgésicas, psicotrópicos, medidas de medicina física e reabilitação, psicoterapia e, quando necessário, de procedimentos ortopédicos e de neurocirurgia funcional, para que se obtenham resultados mais satisfatórios e duradouros.

 


Você está visualizando:

Dor e Distúrbios do Movimento

Outros conteúdos disponíveis para esta especialidade: