Confira o que os especialistas do Hospital Sírio-Libanês já falaram na imprensa sobre o novo Coronavírus:

BORA SP/TV BANDEIRANTES/SÃO PAULO
Data Veiculação: 28/05/2021 às 06h43

A situação que estamos enfrentando agora cês sabem muito bem que o governo do estado de são paulo a partir do dia primeiro agora flexibilizar ia um pouco mais as ações é aqui no nosso estado só que o governo fez opa pensou opa tirou o pé o centro de contingência tá me falando que os números estão crescendo então eu vou esperar um pouco mais lá pro dia catorze ou quinze de junho eu volta a cogitar essa possibilidade mas agora não é o momento e não é mesmo na josino não é joel não é mesmo porque o cenário é de alerta de acordo com as autoridades públicas de saúde de todo o estado de são paulo os números estão crescendo olha só a metade dos hospitais públicos aqui da capital paulista já tem mais de oitenta por cento dos leitos de uti ocupados por pacientes com Covid19 os números haviam caído depois do pico da doença aqui na cidade depois na metade de abril mas nos últimos quinze dias os dados voltaram a subir e já estão em uma situação alarmante para as autoridades públicas de saúde o cenário dos hospitais particulares e ainda pior joel noventa por cento de todas as unidades privadas aqui da cidade de são paulo estão com mais de noventa por cento de ocupação já uma preocupação muito grande hospitais referência como você disse sírio libanês albert einstein oswaldo cruz já estão lotados weinstein por exemplo só tem cinco vagas livres de uti para pacientes com um convite de não houve uma preocupação muito grande tudo isso acontece depois que a cidade de são paulo ultrapassou a marca de trinta mil mortes por Covid19 tem mais mortes por exemplo de fiz uma comparação simples com outros países como chile portugal canadá uruguai e até o japão joel pois é a gente não é hora de ficar fazendo onda não é hora de ficar aí flexibilizando mesmo a nossa vida é hora de dá uma segurada vamos segurar um pouquinho que lá na frente as coisas darão certo tenha certeza disso acredite nisso minha gente josino muito obrigado por enquanto já volto com você daqui a pouco nós vamos colocar novamente a saída do arvoredo o jogador la de são paulo estava na festa clandestina ele saiu da delegacia as nossas equipes estavam ali na porta da delegacia aguardando os dois jogadores o david néry saiu tranquilo sair pianinho entrou no carro dele e acelerou agora o outro seguiu o mesmo caminho só que assustava com analisam lá em cima foi até lá em cima sabe falando ele falou demais figueiredo assim vocês não sabem de nada e tudo e possivelmente uma iluminada acompanhou um você tá se sentindo triste boa participando de uma balada clandestina com quase meio milhão de pessoas como você tá sentindo inter hoje boa participando do avatar clandestina la assim vocês não sabem de nada ele falou isso ou o márcio o suficiente o arvoredo falou isso vocês não sabem de nada ou não perguntar nesse trecho aqui mas se não me engano eu ouvi isso no início do global falou não falou falou e logo na sequência desse trecho aí viu ele fala que está de boa a joel e aí eu pergunto mesmo com meio milhão de pessoas mortas aqui no brasil e a ele fala vocês não sabem de nada deixa eu ouvir vou a apólice de uma balada clandestina com quase meio milhão de pessoas mortas sentir boa dançarina resolvam postar agora você se sente de volta se não sabem nada e o que mais ele falou se podiam sequer bilíngue trilíngue e maior força intencional ele pressionou sabe você fala do ginásio me falar eu entendia professora idosos ou valeu gente boa lá a maior a nossa poliglota ela entendeu a fez a tradução ele quase que simultânea em ao compor a brincadeira como tem gente partir onda da cara da nossa cara né pelo amor de deus pois é uma arte e fixei a falar não é a maior a conseguiu o traduziu em nem eu entendi na hora né da adrenalina só entendi na verdade que ele falava isso é você não vocês não sabem de nada agora o que ele falou na sequência foi o que a mayara traduziu aí verdade ou o mac e o leonardo varik também você se lembra da dona mariana dona maria.

CORREIO BRAZILIENSE/BRASÍLIA | GERAL
Data Veiculação: 28/05/2021 às 03h00

Maioria das sequelas podem ser revertidas » entrevista / FELIPE VON GLEHN, neurologista e professor da Universidade de Brasília Embora sequelas neurológicas por covid-19 sejam consideradas raras, devido ao alto número de pessoas infectadas no Brasil — quase 17 milhões desde o começo da pandemia — o problema se tornou uma preocupação séria no país. O professor da Universidade de Brasília (UnB) e neuro-Alguns estudos têm mostrado que uma em cada três pessoas que contraem a covid-19 desenvolvem sequelas neurológicas ou psiquiátricas, éo que o senhor tem visto no Distrito Federal? É importante salientar que temos um alto número de infectados por covid-19 no país. São quase 17 milhões de contaminados, mas esse número está provavelmente subnotificado. E temos visto paciente que desenvolvem sintomas neurológicos. Como não é comum um vírus que afeta as logista do Hospital Sírio-Libanês, Felipe von Glehn, reforça que, apesar disso, a maioria das sequelas podem ser revertidas com acompanhamento médico. O neurologista foi o entrevistado pela jornalista Carmen de Souza ontem no CB. Saúde — parceria do Correio Braziliense com a TVBrasília. Confira os principais trechos da entrevista. rias respiratórias causar doenças neurológicas, a comunidade científica internacional resolveu estudar esses fenômenos para saber se existe uma relação direta entre o vírus e essas alterações. Para não deixar ninguém assustado, a quantidade de sequelas sérias é baixa. O que mais observamos é alteração no olfato e no paladar, mas também há notificação de polineuropatia ou síndrome de Guillain-Barré aguda, em que o paciente adquire uma fraqueza ascendente. Também rimos alguns casos de encefalite, pois o vírus causa uma inflamação no cérebro que pode levar a crises compulsivas e alteração do nível de consciência. Mas todas essas sequelas são raras. Depois de quanto tempo o paciente pode dizer que ficou com uma sequela da covid-19? Porque Logo após a alta é normal um período de recuperação, não é isso? Geralmente após, mais ou menos, duas ou três semanas da infecção aguda. Se a perda do olfato se prolonga por todo esse tempo, a dor de cabeça não melhora, existe uma falta de memória ou atenção e algum desses sintomas persiste mesmo passado esse período, o paciente deve procurar um neurologista para ser avaliado e descobrir se existe algo mais grave. De que forma isso acontece? O vírus age diretamente no cérebro, o que os estudos têm mostrado? Esse é um grande desafio que estamos estudando. Logo com o primeiro coronavírus, que causou uma epidemia, o Sars-CoV-1, em 2002, já foi visto que ele afetava o nervo que nos dá a sensação dos odores e já rimos que o vírus tinha uma capacidade de invadir a mucosa nasal e os nervos que vão formar o nervo olfatório. Com o tempo começamos a questionar se o novo vírus, do Sars-CoV-2, também poderia causar isso. Por meio de estudos anatomopatológicos, com indivíduos que infelizmente vieram a falecer por complicações da covid-19, e também com experimentos in ritro utilizando neurônios em laboratório, foi visto que o vírus tem a capacidade de realizar essa invasão. Mas não é em todo o indivíduo que o vírus vai ter esse comportamento. Falamos de diversas sequelas, mas boa parte dessas complicações pode ser revertida, não é isso? Sim, nós podemos fazer uma reabilitação cognitiva com a ajuda do neuropsicólogo que vai treinar as funções que estão alteradas. Memória, raciocínio, linguagem, tudo isso pode ser treinado. O neuropsicólogo vai fazer um programa e acompanhar junto esse treinamento.Outro ponto é a reabilitação motora. Por meio da fisioterapia é possível deixar o paciente com uma funcionalidade mais próxima do normal. » EDIS HENRIQUE PERES