Confira o que os especialistas do Hospital Sírio-Libanês já falaram na imprensa sobre o novo Coronavírus:

G1/NACIONAL
Data Veiculação: 20/03/2021 às 20h34

O corpo do prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), de 72 anos, que morreu na quinta-feira (18), devido a complicações da Covid-19, foi enterrado na noite deste sábado (20). Populares se aglomeraram na frente do Cemitério Jardim da Saudade. O avião com o corpo de Herzem Gusmão desembarcou no Aeroporto de Vitória da Conquista por volta das 17h15. A expectativa era de chegasse às 10h, mas houve atraso por problemas climáticos. A vice-prefeita de Vitória da Conquista, Sheila Lemos (DEM), o presidente da Câmara, Luis Carlos Dudé (MDB) e alguns amigos aguardavam no local. O caixão foi colocado no dentro do carro de combate a incêndios da Socicam e levado para o velório, realizado na Casa de Eventos Mediterrâneo, no bairro Boa Vista. Na cerimônia, o filho do prefeito, Danilo Gusmão falou sobre os últimos momentos de vida do pai, que estava internado há quase três meses no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para tratamento da doença. Após o velório, um cortejo de carro foi feito para que as pessoas conseguissem se despedir o prefeito sem provocar aglomerações. No entanto, houve registro de aglomeração na frente do cemitério. O corpo de Herzem Gusmão foi enterrado por volta das 21h, só com a presença dos familiares. Herzem foi diagnosticado com Covid-19 em 7 de dezembro de 2020. Pouco mais de sete dias depois, ele foi internado em Vitória da Conquista, no Hospital Samur, com complicações pulmonares causadas pela doença. Em 26 de dezembro, ele foi transferido para o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo e depois encaminhado para UTI. Em janeiro, ele deixou a UTI do hospital, mas no dia 6 de março, precisou retornar à Unidade de Terapia Intensiva e, em uma mensagem nas redes sociais, ele mesmo explicou o motivo através de um áudio. "Neste sábado, 6 de março a equipe médica achou por bem que eu voltasse para UTI eu estou ainda necessitando de mais oxigênio, então eu voltei para usar o cateter de alto fluxo. Continuo confiante em Deus, pedindo todas as orações e mandando um grande abraço para minha terra. Muito obrigado e que Deus abençoe a todos", dizia na mensagem. "Neste sábado, 6 de março a equipe médica achou por bem que eu voltasse para UTI eu estou ainda necessitando de mais oxigênio, então eu voltei para usar o cateter de alto fluxo. Continuo confiante em Deus, pedindo todas as orações e mandando um grande abraço para minha terra. Muito obrigado e que Deus abençoe a todos", dizia na mensagem. Na última sexta-feira (12), Herzem precisou ser intubado após apresentar uma piora no estado de saúde, que era considerado grave. A informação da morte nesta quinta-feira foi informada através de postagem nas redes sociais feita pela assessoria de Herzem. "É com mais profundo pesar que informamos o falecimento do Prefeito de Vitória da Conquista, Sr. Herzem Gusmão, ocorrido na noite desta quinta (18), por volta das 21h, no Hospital Sírio Libanês. Informações do velório serão passadas pela Secretaria de Comunicação, SECOM. A família agradece todas as orações pela vida de Herzem". Herzem deixa mulher, três filhos e um neto. Ainda não há detalhes sobre velório e sepultamento. Herzem Gusmão foi reeleito no 2º turno das eleições em novembro de 2020. Por causa da internação dele, em 1º de janeiro a vice-prefeita Sheila Lemos (DEM) tomou posse do cargo de prefeita de Vitória da Conquista. Uma semana depois, Herzem tomou posse do cargo em cerimônia virtual. História Herzem Gusmão era natural de Vitória da Conquista. Ele era graduado em direito com especialização em jornalismo. Por 40 anos foi líder de audiência como radialista e se destacou como jogador de basquete no estado. Em 2015 assumiu o cargo de deputado estadual, foi presidente da Comissão Estadual de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa da Bahia. Porém tinha o sonho de ser prefeito de Vitória da Conquista. Disputou duas eleições em 2008 e 2012, mas não conseguiu se eleger. Em 2016 foi eleito prefeito da terceira maior cidade do estado. Em novembro do ano passado, Herzem foi reeleito em segundo turno com quase 98 mil votos. Repercussão Rui Costa - Governador da Bahia "A pandemia continua fazendo vítimas. Recebo com muita tristeza a notícia do falecimento de Herzem Gusmão, prefeito de Vitória da Conquista, uma das grandes cidades do nosso Estado. Na política, atuamos em campos opostos, mas procurando sempre cumprir a nossa missão. Minha solidariedade aos familiares e amigos do prefeito Herzem Gusmão. Que Deus os conforte neste momento de dor." Bruno Reis - Prefeito de Salvador “É realmente uma grande perda porque ele era um líder que trazia esperança à população de Vitória da Conquista. A cidade soube reconhecer a sua importância reelegendo-o para mais um mandato. Vai fazer muita falta, tinha vocação para servir. Deixo aqui as minhas condolências à família, ao infinito número de amigos que soube fazer ao longo da vida, à Dona Luci, que também enfrentou e sobreviveu à essa doença terrível, e aos filhos" Confira mais notícias do estado no G1 Bahia.

SP1/TV GLOBO/SÃO PAULO
Data Veiculação: 20/03/2021 às 12h14

Vamos ouvir agora os relatos de quem está na linha de frente do combate à pandemia o que médicos e outros funcionários da saúde enfrentam um dia após dia nesse momento conturbado nas redes pública e privada, por trás, os jalecos e do profissionalismo de quem tenta confortar pacientes e familiares de pessoas que convivem com o medo e o cansaço, mas que não perdem a esperança de que dias melhores cheguem logo. A situação está ruim nessas duas últimas semanas de atendimento. Isso é gente e que é atípica completamente sozinho, na área do milho pacientes têm sido muito elevado muito procurados do mundo dos produtos de linha tem sido elevada e vários serviços, inclusive levar a danos estão à espera de assim, diz e é a internação e diz que e é uma situação que e obviamente preocupa a todos. Para ele os dia, principalmente por A gente está vivendo essa situação havendo a limite em que todos os serviços estão e estão enfrentando. E a gente ainda não voltará à luz do dia a dia conversando com os pacientes nota, o pão vulneráveis, eles limpam negligentes muitas vezes eles estão sendo um um um R o B e a gente ouve de pessoas que estavam em sua casa, mas que acabaram não respeitando ao mesmo a lei e às vezes encontrando uma cena e outra no Pari Brás e Bom Retiro, poucas pessoas de dentro da própria residência e às vezes, não veículos que transmite a doença não é questão de Governo e estão de cada um. Lucas sabe que there's cansado por que a gente e é como se fosse verdade a nessa estação em cidades de todo o dia, mas dando dinheiro porque um Honda, né, com a pressão é grande e quase triste, porque é realmente muito triste, ver a o que está vivendo na nossa saúde de família inteira chegando no hospital, famílias inteiras internadas de integrar gente do bar gente morrendo e sido desafiador se manter em pé todos os dias para manter é essa a esse cenário é de cuidado que a gente tem se dedicado para a fase mais passa pela minha cabeça, eu acho que é o o receio de não conseguir acomodar, mas o receio de que o paciente que não tem leito para ele, quando ele precisar de neve e E aí ao mesmo tempo que vem se eles dessem tem alguma coisa lá dentro só se não vai ser em continuou que vai dar certo. A equipe vai conseguir a gente vai para a gente vai continuar tendo em e e de um negou ele é uma mistura este em dia, às vezes usando o mundo, os índios e de que a gente não vê presidente por enquanto, é isso vai passar mais. A sensação é disse isso, mas ele também tem seus árabes, tem muitos sais, esses agentes aumento como o objetivo de impulsionar gente para continuar fazendo o melhor é que a gente pode porque a gente sabe que o acolhimento nesse período ainda mais num cenário de incerteza é primordial Neves na mental. E temos, infelizmente a doutora ainda esperança da vacina.