Confira o que os especialistas do Hospital Sírio-Libanês já falaram na imprensa sobre o novo Coronavírus:

FOLHA DE S.PAULO ONLINE/SÃO PAULO
Data Veiculação: 19/07/2021 às 23h15

Com a queda de internações por Covid-19 nas UTIs devido ao avanço da vacinação, estados e municípios estão retomando as cirurgias eletivas e consultas especializadas no SUS suspensas durante a pandemia. Mas, segundo gestores de saúde, o momento ainda exige cautela em razão do avanço da variante delta e do aumento das aglomerações em todo o país. Em 2020, ao menos 1 milhão de cirurgias não urgentes foram suspensas na rede pública de saúde. Nos primeiros meses de 2020, as internações chegaram a cair 30% e as consultas especializadas, 64%. Só o município de São Paulo tem uma fila de espera por 130 mil cirurgias eletivas e 345 mil consultas com especialistas. Alguns locais haviam voltado a agendar esses procedimentos no fim do ano passado, mas, a partir de março deste ano, com recrudescimento da pandemia e a consequente falta de leitos de UTI e de medicamentos usados na intubação de pacientes, como bloqueadores neuromusculares e sedativos, elas voltaram a ser canceladas. Estados como Minas Gerais, Paraná, Ceará, Piauí, Mato Grosso já anunciaram a retomada desses procedimentos, mas a decisão deve ser oficializada em assembleia do Conass (Conselho Nacional de Secretários da Saúde) no próximo dia 28. Alguns, como o Ceará, estão retomando de forma escalonada e com critérios de prioridade. Na reunião do Conass, também deverá ser discutida a liberação de R$ 350 milhões para essas cirurgias. O recurso já foi aprovado pelo Ministério da Saúde. “Esse dinheiro foi colocado para cirurgia eletiva no orçamento deste ano, mas ainda não foi usado. Está guardado porque até pouco tempo atrás não tinha folga de leitos e de medicamentos”, diz Jurandi Frutuoso, diretor-executivo do Conass. No município de São Paulo, as cirurgias gerais respondem por quase 40% do total da fila de espera. As mais demandadas são as de hérnias e de retirada de vesícula. Para dar vazão a esse acúmulo, a gestão municipal fez um trabalho de restruturação da rede, deixando cinco hospitais-dia destinados às cirurgias de média e baixa complexidade durante 24 horas e outros oito atuando das 7h às 22h. Apenas três vão continuar com atendimento exclusivo para pessoas com Covid-19. Segundo o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, os procedimentos cirúrgicos serão retomados a partir de 1º de agosto. “Hoje a maior pressão que nós temos são das demandas não relacionadas à Covid19. A Covid19 a gente está conseguindo ter uma estabilidade devido ao impacto da vacinação.” No primeiro ano da pandemia, as cirurgias de hérnias abdominais, a mais frequente no SUS, foram reduzidas em 69% segundo dados da Sociedade Brasileira de Hérnia Entre 2020 e 2021 foram realizados 119,3 mil procedimentos cirúrgicos nessa área, sendo 36,4 mil em caráter de urgência. Em 2019 o número de cirurgias chegou a 387,3 mil, sendo 45 mil urgências. “A partir deste ano, o impacto das cirurgias canceladas começou a aparecer. Têm chegado aos serviços de emergência pacientes em situações mais complexas, com hérnias maiores e mais complicadas”, diz o cirurgião Christiano Claus, presidente da entidade. Mauro Junqueira, secretário executivo do Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde), afirma que vários municípios já começam a desmobilizar leitos de UTI Covid19 para retomar as cirurgias eletivas para começar dar vazão ao acúmulo. “Principalmente cirurgias que não concorrem com medicamentos de intubação oro traqueal, como os anestésicos.” De acordo com ele, além da saturação do sistema nos picos da pandemia, muito paciente não procuram o sistema de saúde por receio da contaminação. “Quando a população sentir que está imunizada, que todo munido já tomou pelo menos a primeira dose, a gente espera ter uma procura muito grande nas unidades de saúde e teremos uma dificuldade gigante.” Segundo Jurandi Frutuoso, do Conass, os estados ainda estão levantando qual a demanda reprimida e como ela será absorvida na rede pública a partir dos próximos meses. Porém, a preocupação com a pandemia ainda está no horizonte. No Brasil, até agora, somente pouco mais de 20% da população com mais de 18 anos está totalmente imunizada. “É preciso cautela. A média móvel dos casos de Covid19 ainda está acima do ano passado, não dá para relaxar. Ainda mais com esse avanço da variante delta”, afirma. Além dos atendimentos represados em 2020, Frutuoso lembra que o sistema de saúde está sendo pressionado também pelo agravamento de pacientes crônicos, dos sequelados da Covid19 e do acúmulo de pacientes com doenças mentais. “O sistema vai ter que dar conta de tudo isso.” Com a flexibilização das medidas de distanciamento social, os acidentes de trânsito, que haviam sofrido redução em 2020, voltaram a crescer e suas vítimas graves somam-se aos outros pacientes que demandam leitos. De acordo com o Infosiga, sistema do governo estadual, nos cinco primeiros meses deste ano, houve aumento de 9,7% dos acidentes com vítimas no estado de São Paulo em comparação a igual período de 2020 –de 64.325 para 70.587 casos. As motos lideram em número de mortes. Foram 758 de janeiro a maio deste ano contra 754 no mesmo período de 2020. O Parará, em especial a capital Curitiba, vê com preocupação ao aumento de acidentes e casos de violência. As cirurgias foram liberadas desde o início de julho, mas entre os dias 9 e 10 deste mês, uma sexta e sábado, houve fila de ambulâncias nos três prontos-socorros da cidade. As instituições entraram na chamada “vaga zero”, quando não há condições de receber mais pacientes. Nessa retomada das cirurgias eletivas, os gestores de saúde consideram que a telemedicina terá um papel crucial, especialmente nas consultas especializadas, que historicamente representam um grande gargalo no SUS. Há vários projetos em curso. Um deles é executado por um grupo de hospitais de excelência que fazem parte do Proadi-SUS (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde) e ajudam na regulação de filas de espera de consultas especializadas. Segundo Sabrina Dabosco, gerente de projetos do Hospital Sírio-Libanês, como durante a pandemia os ambulatórios de consultas especializadas ou interromperam o atendimento ou diminuíram a oferta de vagas, o projeto passou a oferecer consultas virtuais a pacientes de Recife (PE), Porto Alegre (RS), Distrito Federal e em todo o estado do Amazonas. Foram realizadas 9.000 teleconsultas em 16 especialidades, como cardiologia, neurologia, psiquiatria e ortopedia. “Tivemos um olhar especial para os pacientes crônicos que poderiam descompensar as suas condições de saúde.” O atendimento é feito por meio do próprio celular do paciente. Do total, em torno de 44% dos pacientes tiveram seus problemas solucionados na teleconsulta e orientados a voltar para a rotina de atendimento na atenção primária. O restante foi encaminhado para um atendimento presencial com especialistas.

G1/NACIONAL
Data Veiculação: 19/07/2021 às 21h38

O Brasil identificou 110 casos da variante delta (B.1.671.2), de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta segunda-feira (19). Entre esses pacientes, cinco evoluíram para a versão grave da Covid-19. Delta é mais transmissível, mas estudos não apontam elo com casos mais severos Amamentação x coronavírus: leite materno não transmite Covid-19; veja perguntas e respostas Delta é mais transmissível, mas estudos não apontam elo com casos mais severos Amamentação x coronavírus: leite materno não transmite Covid-19; veja perguntas e respostas O número não representa o valor total e exato de pessoas que foram infectadas pela doença, já que muitos pacientes que apresentaram o coronavírus, mesmo após a chegada da delta, não tiveram suas amostras analisadas em sequenciamento genético. Até o momento, o Rio de Janeiro foi o estado com o maior número de casos detectados: 83. Casos da delta por estado: 83 - Rio de Janeiro 13 - Paraná 6 - Maranhão (navio que ficou parado na costa do estado) 1 - Minas Gerais 2 - Goiás 3 - São Paulo 2 - Pernambuco 83 - Rio de Janeiro 13 - Paraná 6 - Maranhão (navio que ficou parado na costa do estado) 1 - Minas Gerais 2 - Goiás 3 - São Paulo 2 - Pernambuco Mais transmissível A variante delta do coronavírus já foi detectada em pelo menos 111 países, segundo o mais recente boletim epidemiológico da Organização Mundial da Saúde (OMS). Assim como as outras variantes de preocupação (alpha, beta e gamma), ela é mais transmissível. Entretanto, ainda não é possível afirmar se as variantes provocam casos mais graves ou se são mais letais. "Por enquanto, o que sabemos é que a variante delta é mais transmissível, mas ainda não conseguimos definir exatamente quão mais grave é. Isso vem desde a alpha", disse ao G1 a imunologista Ester Sabino. "Por enquanto, o que sabemos é que a variante delta é mais transmissível, mas ainda não conseguimos definir exatamente quão mais grave é. Isso vem desde a alpha", disse ao G1 a imunologista Ester Sabino. Em um artigo publicado na revista científica "Eurosurveillance", pesquisadores ligados à OMS e ao Imperial College London apontam que a variante delta foi a que teve o maior aumento na taxa de reprodução em relação ao coronavírus original. Enquanto a alfa (B.1.1.7, responsável pelo primeiro surto no Reino Unido) teve aumento de 29% na transmissibilidade, os pesquisadores apontam que a delta chegou a 97% de incremento em relação ao vírus original. Enquanto a alfa (B.1.1.7, responsável pelo primeiro surto no Reino Unido) teve aumento de 29% na transmissibilidade, os pesquisadores apontam que a delta chegou a 97% de incremento em relação ao vírus original. Impacto na vacinação O especialista André Bon, médico infectologista do Hospital Sírio-Libanês, disse que a circulação de variantes com maior transmissibilidade vai exigir que mais pessoas fossem vacinadas para a obtenção da chamada "imunidade coletiva". "Pode interferir muito em alguns sentidos. Com a variante original, uma pessoa infectava duas a três pessoas. Isso faz com que a gente precisasse de uma cobertura vacinal entre 60% e 70%. Com o variante delta, uma pessoa infecta 5 a 8 pessoas diferentes, então, você precisa de uma proporção muito maior de vacinados para reduzir a circulação do vírus de forma sustentável". "Pode interferir muito em alguns sentidos. Com a variante original, uma pessoa infectava duas a três pessoas. Isso faz com que a gente precisasse de uma cobertura vacinal entre 60% e 70%. Com a variante delta, uma pessoa infecta 5 a 8 pessoas diferentes, então, você precisa de uma proporção muito maior de vacinados para reduzir a circulação do vírus de forma sustentável". Em todo o Brasil, 42,51% da população já está parcialmente imunizada, em um total de 90.026.281 pessoas com pelo menos uma dose da vacina até esta segunda-feira. A população totalmente imunizada contra Covid no país -- aqueles que tomaram a segunda dose ou a dose única de vacinas contra o novo coronavírus -- chegou a 16,22%. G1 no Youtube

G1/NACIONAL
Data Veiculação: 19/07/2021 às 13h19

O ex-prefeito de Cianorte, Claudemir Bongiorno, morreu nesta segunda-feira (19) após ficar 92 dias internado em um hospital de São Paulo para tratar complicações da Covid-19. A informação foi confirmada pela prefeitura. Bongiorno foi transferido de Cianorte para o hospital Sírio Libanes, em São Paulo, no fim de abril, onde foi entubado e lutava contra a doença. No início de junho, a família do ex-prefeito informou que o quadro de saúde teve piora e ele passou a utilizar a terapia chamada de ECMO - Oxigenação por Membrana Extracorpórea. Ou seja, a oxigenação foi feita por uma membrana fora do corpo. A mulher do ex-prefeito detalhou que o marido não resistiu a uma infecção e queda de pressão. Claudemir Bongiorno foi prefeito de Cianorte por dois mandatos consecutivos.

MAIS VOCÊ/TV GLOBO/RIO DE JANEIRO
Data Veiculação: 19/07/2021 às 09h31

Que a ignorância é a maior em ver metade do gênero humano que disse foi sincero escritor considerado um dos maiores filósofos da Roma antiga pois é a segunda feira hoje finalmente e dezenove de julho e como é bom estar de volta e aí hoje eu cheguei e a casa queria que se existem comigo até passear por aqui a casa está toda enfeitada dessa ave linda parece até que ganhei uma cortina nova que além de disso luz olha que coisa mais bonita no ser seja ouviu falar o de Toronto é considerada a ave sagrada do Japão né ela tem vários significados e nesse momento pra todos nós habitantes desse planetinha terra o principal deles significa saúde e já eu vou falar mais sobre esses de sururus mas antes eu quero falar desses dias é que o é fiquei forçadamente fora e quero agradecer já porque eu ganhei senhor hoje chegando aqui os que é toda a vez eu fiquei emocionada quando eu recebo flores não só pelas flores pelo símbolo né Zezé principalmente pela amizade e pelo carinho das pessoas tenho certeza que vocês de casa Tanzânia e com essas flores aqui do mariano da minha equipe do da equipe de toda a são aqui mas esses títulos todos que minha filha fez pra mim é ariana é eu queria sim agradecer às centenas de ligações de boa sorte de é cheio de palavras carinhosas peça desculpas por não ter podido responder a todos porque realmente fiquei num período de e período tão planilha é questão quer muito obrigada desligado ao fabris brigada Talita né por terem tomado conta tão bem com tanto carinho e tão lindamente dessa casa que é nossa e graças a eu ter tomado as duas doses da vacina eu tive uma forma muito branda da corrida danosa mas mesmo assim foram dias de apreensão porque esse vírus gente é muito muito traiçoeira eu inclusive recebia eu vim trabalhar normalmente na semana passada e retrasada Jane e aí a gente faz duas essa semana que o globo a gente faz um exame aquele pcr todo mundo faz então na segunda-feira é o dia de praxe fazer exame eu cheguei com todas as segundas-feiras Sempre fiz o exame e nunca deu nada nesse ano e pouco aí de-repente né quando a moça fez a enfermeira fez exame e o natal começando a me maquiar assim propositivo é o sus mas é o susto grande né aí você sente se fala a gente como eu tomei todos os cuidados e de retenção a demais na verdade ele é muito traiçoeiro senão sabe deus aonde ele vem eu não tenho idéia eu não saio de casa meu sair de casa aqui no ambiente altamente controlado é tenho maior cuidado lava as mãos uso álcool gel mas ele é traz seria algum momento né eu cruzei com alguém que eventualmente estivesse assintomático e eu não lavei a mão na hora certa né eu quero agradecer a além do meu médico e amigo doutor usaid doutor marcelo durante todo esse tempo de convívio inclusive quem me acompanhou foi a médica pneumologista eu nara negri ela é professora da universidade de são paulo e trabalho no hospital sírio libanês aqui também são paulo eu quero agradecer ao pessoal do b p mas a aroma das especialistas que mais entendem é do convite ela inclusive logo no começo da pandemia ela participou ativamente aqui dos programas da globo é falando a respeito do que ainda não se conhecia direito nem pro mundo inteiro que tanto de verdade porque eu aprendi muito com ela e eu acho que nada acontece por acaso na vida da gente também né é eu tenho tido algumas passagens ao longo da minha vida e de coisas que eu percebi é claramente de ao longo do tempo de que estava acontecendo por alguma razão e eu não acho que também essa com vídeos que eu peguei agora tenha sido por acaso eu acho que eu aprendi muito né é eu sou a prova de que a vacina não impede quem fez essa tag Covid19 e mesmo vacinados mas também só prova de que é importantíssimo a gente se vacinar é o qual é o grande objetivo da da vacina é você vê se esse prevenção não tivesse assinado vou imaginar que não tivesse chegado à minha idade chegou antes de muita gente do pessoal de trinta está chegando agora vai ser mantivessem vacinados muito provavelmente quem não se vacinou é sofre um perigo grande de você tem uma diferença entre morbidade e comorbidade né é importante né desse é isso e hora que você vai entender a eu vou até para chamar ionara já o bom dia bom dia da brigada se chama aquilo que o programa magali se estiver bem magé e você uma aula projeto toda vez que eu falo você fez alguma coisa e entendo melhor né você me ajudou muito é me esclarecendo né é né levando remédios para minha casa e é uma coisa mas eu quero muito muito te agradecer mas eu queria ver se eu estou falando alguma coisa errada né mortalidade diante a chance de morrer por conta da doença e morbidade é um conjunto de causas capazes de produzir uma doença e o objetivo da vacinação vide a evitar amor vidarte é isso é isso mesmo dualidade mortalidade dos a mentalidade esse medo é na verdade quando você toma vacina você está protegendo você usou e você fica é uma pessoa que vai ter uma doença um pouco mais leve bem mais leve do que se tivesse tomado a vacina pois a banana é uma paciente de risco pelas comodidades que ela tem e aí ela tomou vacina graças a deus e teve um padrão live é e aí diz que a gente tem observado quanto mais gente é vacinada no país é menor é a procura por um período muito menor a incidência de casos graves e cristo a importância da vacina é e qualquer vacina todas as vacinas são eficazes em prevenir que os quadros graves são muito importantes e vinte fases todas elas e todas elas têm sido demonstradas como eficazes para novas variantes também dão importância de se vacinar é imensa e mesmo é o único jeito da gente por e melhorar nossa vida e daqui pra frente pois é é atualmente nós temos quatro vacilos vêm sendo aplicadas na população né a corona vacchi foi a que eu tomei por sinal né a fazerem a fazer e a janssen diferença né e porque pra mim teoricamente não faz nenhum sentido as pessoas estarem fazendo na fila né faroeste nucleares na paleta diferença que levava eu imagino a simples relação aprovadas todas elas protejam da mesma forma né do risco da doença é isso mesmo mas você é uma prova viva de a corona vac esquisitão é combatida e pela por problemas políticos e todas as máquinas são igualmente eficazes não se deixe levar por problemas políticos por intrigas políticas todas são igualmente eficazes mas estão com agora graças a deus uma burocrata de vacinas estamos avançando na vacinação da população não escolha a vacina pegue tiver disponível pra você o mais rápido possível é a sua chance de proposital diplomou their vai ser tremendamente reduzida assim que você for vacinado a primeira dose ajuda bastante mas é muito importante que você tem as ruas dom as duas doses da vacina é completa para você tem uma imunização adequada quando a vacina de uma dose só em quanto tempo fez a pessoa pode se sentir imunizada e a gente diz de duas a três semanas depois da dose única né é importante porque acho que umas três semanas é melhor ainda então se e sempre lembrando embora você esteja vacinado é como você ainda pode é adquirir a doença mesmo que de uma forma leve também pode transmitir como óleo sintomático ou assintomático enquanto eu não tiver vacinar pelo menos setenta por cento da população é a gente tem que continuar usando máscaras e lavando as mãos e é muito importante também falar que aquelas coisas que a gente achava no comitê que você pegava pegando comida que chegava em casa comprar a roupa isso caiu por terra não se preocupe mais em trem casa lava roupa colocar tudo no a tomar banho nada disso lave bem as mãos use máscara sempre é muito importante mesmo vacinado a gente ainda não pode baixar a guarda porque as novas variantes estão por aí elas ficam muito infectante pois é eu devo inclusive é dizer pra vocês que eu tive essa fórmula leve graças ao bom deus a população e mesmo sendo uma forma leve ela é terrível né porque te deixa em condições que você não tem não tem vontade de fazer nada te derruba na cama é eu perdi o fato é ter de é a paladar é graças à está voltando que não Iria poder trabalhar, mas é e muito mal estar né e o medo né eu acho que apesar de todos os cuidados que eu tive a oportunidade graças ao bom deus de ser atendida né prontamente quando eu percebi e recebia a a ideia de que a ideia não a realidade de que eu estava estava contaminada eu pude ficar num ambiente né que pudesse proteger todo mundo aí se passa a se preocupar com os outros né reservou celas transmissora da vida do vírus né aí sobre isso eu queria falar com você porque é quando foi pra voltar a trabalhar agora é eu fiz um exame largue esse islâmico todo mundo fala que é o pcr né então pcr determina se você tá contaminado ou não exame foi feito pra isso foi a doutora é isso mesmo prefere te ajuda no comecinho da doença é em três a cinco dias de sintoma você vai recolher o pcr para saber se você tem ou não o vírus no teu organismo é esse é o teste do nariz ou da saliva que tem algum também é e esse é seu teste pra pagar muda da doença não adianta fazer aquele do dedo na fase muda que venha anticorpos meteorologia nada de esse é o teste de eleição pra saber se você tá com vírus no seu corpo acontece que ele é ele é bom no início da doença mais pra controle de cura ele não poupa zé que ele demora muito olha o susto que eu levei né ai faço exame na semana passada nana quinta feira sexta eu doida prorrogar a trabalhar e aí de-repente o resultado do exame veio que positivo aí você leva um senhor susto eu acho que isso é uma das coisas importantes a gente sabe como assim nesse já passaram aqueles pelas duas semanas catorze dias que fiquei lá fiquei presa dentro do quarto né é que não tendo mais sintoma nenhum comércio pode dar esse negócios positivo né mas deu positivo e aí eu liguei deu positivo e agora agora explica é que às vezes eu sou um pedacinho do do vírus criticou lá que não é viável para infectar outra pessoa pode dar positivo no teste mas não quer dizer que você está transmitindo a organização mundial de saúde preconiza dez dias depois do primeiro Sintoma no caso blair e catorze dias o prazo um pouquinho mais moderado de isolamento mesmo com que o persegue ainda fique positivo algumas pessoas ficam semana um persegue positivo sem significar que eles estão transmitindo a doença então a gente não usa como critério de cura por zero vírgula uma nota hoje no jornal é dizendo que tem uma pessoa uma senhora dizendo que foi infectada três vezes já na de coronavírus que toda vez dava positivo eu quero crer que ela tenha terminado o período de incubação que ela se qualquer ela fez esse teste deu positivo com de o meu então se notar bem informada ela pode achar que pode continuar contaminando o que você me diz é que eu não corro o risco de contaminar absolutamente ninguém pelos próximos três meses pelo menos mas eu acho que esse é um prazo razoável desde que eu me cuido e continuei me cuidando e também eu não posso ser contaminada nesse período é isso é teoricamente você tem da desenvolvendo uma imunidade que tem uma duração é variável ainda gente sabe que parece que Léo mais umidade é duradoura os estudos vem mostrando isso porque pelo menos um ano depois da infecção você pode ainda ter uma imunidade e efetiva e importante outra coisa essa coisa de ficar colhendo sorologia depois de vacina bizarra mas eu não tenho anticorpos neutralizantes então anotamos dados que a vacina não vale nada isso é uma antiga procurando chamam de gegê no ar desde a escalação g não Jorge não adianta fazer g é isso mesmo porque a imunidade da doença que a gente sabe ela é ela é predominantemente celular ia às vezes a sorologia pode estar negativo naquele período e você se você for de novo desafiado pelo vírus você de novo produza anticorpos então não leve em consideração e não é necessário colher de corpos depois da vacinação era vide a sabe que elas são eficazes e não saber se iludir e até colegas que estão falando bem na mídia que você não ter de corpo no prazer da vacina não adiantará isto é uma mentira isso não tem fundamento científico e não é necessário colher de corpo neutralizante depois da vacinação não é necessária imunidade celular e a gente ainda não tem empatia ex-astro presente fazer isto é outra coisa que eu queria esclarecer também que é importante a gente saber os efeitos colaterais desse vírus porque ele é maldoso é eu acho que nem a ciência toda sabe todos os todos os efeitos colaterais pelo que eu imagino pelo que eu tenho já falado bastante a respeito disso é saibam todos efeitos colaterais têm os efeitos colaterais conhecidos eu sei é que os meus médicos tiveram o cuidado de me dar estou mal acabei de tomar a semana passada algumas injeções na barriga por sinal que não são nada agradáveis mas eu disse essa anticoagulantes é uma variação se toma é uma ou duas por dia dependendo do seu caso mas que permite que o seu sangue não tenha chance de um coágulo espalhado a curto prazo no seu organismo ex Fabiana avistar agora entendendo um pouco mais sobre a doença a cada dia a gente aprende porque mais e a gente sabe que oitenta e cinco por cento das pessoas que pegam o clube tem um quadro leve e lá pelo sétimo oitavo dia começam a melhorar e ficam bem quinze por cento a maioria a minoria perdão é por volta do sexto sétimo dia ao invés de melhorar começam a piorar e começa a voltar a febre e em alguns casos diminuir a oxigenação a quem sabe que essa minoria de pacientes começa a fazer um quadro que é chamado de uma trombose ou o vírus ele consegue passar do saquinho Jackson os alvéolos para circulação e ele inflama é a camada interior dos vasos sanguíneos onde o sangue tem que fui bem em um ambiente bem lisinho ele fica todo esburacado começa quando lá o sangue dentro das tripulações se a minoria dos pacientes é de lá por volta do sétimo dia a gente tentar atento a isso procure sempre seu médico que você tiver ainda com febre no sexto sétimo dia e não se auto medique porque o anticoagulante não é para todos é muito importante se você tiver na maioria dos dois que a oitenta e cinco por cento e toma anticoagulante vai sangrar e morrer então não é todo mundo aqui desenvolver trombose e você tem como saber isso além de exames de sangue simples questão médico pode te orientar outra coisa super. importante hidratar em todas as fases da doença e numa outra coisa que ajuda a gente muito é ou são os corticóides também dados depois do século sétimo dia nunca antes disso porque eles podem diminuir sua imunidade não se auto medique na corrida de novo é muito perigoso principalmente tomar anticoagulante e você pode ser grave e cuidado não é mesmo agora quais são os efeitos colaterais mais frequentes conhecidos até agora no mundo depois o povo posta o vídeo olha a gente sabe que como a doença vai pra circulação e ofende este esta capinha aí do dentro do bairro de pode causar trombose em qualquer órgão a gente tá vendo é sintomas e sinais muito muito diversos dependendo de onde o paciente teve ter tido um pouco de mais grave de onde ele ter essa micro trombose então ele pode ter amnésia ele pode ter identificação de pensamento porque ele pode ter lhe propondo uma tripulação cerebral ele pode te explica Rinaldo ele teve renal é essência respiratória que diz ter visto é mais frequentemente nos casos muito graves e trombose intestinais ou mesmo é periférica e muita é imunossupressão pós o bid tanto pelo tratamento como pela própria doença com infecções oportunistas que acontecem nesses pacientes então é a essa coisa de você pegar o paciente no sexto sétimo dia de pra que grupo ele tá ai orientar direitinho o tratamento é muito importante pra evitar com sequelas e outros sintomas no comecinho se você perde ou faca muito bom porque quem perde o fato tem melhor prognóstico vem aparecendo depois chegou a pergunta que agora negam a banda que voz do faz de conta que volta ao falar da Arlete banda fez sofrer deus né eco mais comum ex se imagina e quando eu cheguei lá o cheiro nem gosto faróis relógio eu falei com você eu perco o emprego r de sabe ter múltiplos mostrando que o prognóstico das pessoas que perdem o fato é menor é melhor é e demora pra voltar isso é variável mas assim de três a quatro semanas algumas pessoas demoram meses pra voltar dependendo da agressão e da resposta do hospedeiro a gente é variável mas eu sempre volto sempre volta cem por cento de retorno seja por enquanto essas notícias que você tem que vós danner leu e quando volta antes como é o meu caso por exemplo ressaltou sentindo né não sinto ainda cem por cento mas o fato de paladar já voltaram é bom também é muito bom é sinal de que ela é a lesão foi menor e que você está se recuperando mais rápido bom é um bom final mais uma vez a máquina te ajudando agora eu também tive uma notícia a mídia é dizendo que tão é pensando em vacinar a da terceira dose da vacina o professor mais de sessenta anos que que é isso lara olha primeiro a gente tem que vacinar todo mundo com duas doses de super importante ainda a gente tem escassez de vacinas do mundo principalmente aqui no nosso no nosso segundo do terceiro mundo aqui é e agora existe uma coisa que chamada de imunossenescência quer dizer que nem sempre preferiu perder envelhecimento da impunidade então as pessoas com mais de setenta anos e tem resposta imunológica menores em relação aos mais jovens a todas as vacinas então não só é a coroa navarra que é pai da não é o que está se vendo aqui estou acima de setenta anos provavelmente ainda não temos estudos conclusivos vão precisar de uma terceira dose de qualquer vacina que elas tenham tomado outros estudos têm se visto também que talvez alternar vacinas melhorem a resposta imunológica você tomou por uma van que vai tomar uma terceira da falha que tomou o pais vai tomar coronado aqui a simples que vai te mostra o sistema imune de forma diferente estão estudos em andamento a gente ainda não tenha resposta pra isso mas os mais idosos provavelmente vão precisar de uma terceira dose a resposta nos jovens até que cinquenta acrescentando é muito boa muito bom agora gente tem consciência hoje inclusive ensaiam dado de que a gente na população brasileira como um todo já existem quase dezesseis por cento da população vacinada a gente a gente olha para frente nem os estúdios que todos pedem que vocês têm é quanto seria o número ideal de brasileiros vacinados é da população onde há mais crimes no caso o brasil a gente se sentir mais seguro e setenta por cento o número que a gente está buscando para ter mais segurança no mundo todo e você vê que a gente ainda tão bem longe disso mas nós estamos caminhando mais rápido ainda os últimas semanas e disse que por volta de dezembro a gente vai ter esse número de setenta por cento da população totalmente vacinada com duas doses mas a gente já gente que trabalha no hospital e aí eu queria aproveitar pra fazer uma nadinha todos os colegas lá de todos os da saúde desde do pessoal é dos colegas médicos da enfermagem da fisioterapia que foi herói heroica nesta história toda minhas colegas filhos e a turma da nutrição da faxina de todo da unidos nessa história a gente estar sentindo nessas últimas semanas um alívio do nosso trabalho e tem menos gente indo para a uti quadros mais leve uma dose da doença e dava fina já funcionando enquanto conforme for avançando e poderia chegar a setenta por cento que é um número que a gente tem visto que é mais adequado a gente vai ter um controle melhor da pandemia é lógico tem as novas variantes mais as vacinas têm se mostrado eficazes todas dela contra a inclusive a delta é que tá crescendo rápido aí pelo mundo e a gente por isso não pode deixar de usar a máscara e de manter o distanciamento social preferindo lugares arejados fica ao ar livre e menos do só mais perigosos e a gente vai está indo bem é muito descansará disse é eu acho que eu quero deixa mais um alerta aí porque eu soube que hoje em dia apesar da taxa de internação está baixo mais baixo né é o número de jovens internados é maior é maior então quer ver só um alerta aos jovens né de que realmente vocês tem que se proteger nem dependente de você jovem com trinta anos trinta e cinco agora é que vai foder tomar vacina você pode pegar a corona e pelo que eu sei é os problemas são maiores nessa faixa etária atualmente é sendo atendidos nos hospitais e que tem uma preocupação grande doutor Leonardo muito obrigada um prazer sempre falar com a senhora da vó não gostei de chamar senhora porque você é tão jovem pelo amor de deus marcos tantos anos a estudando que você estude sabendo e ajudando a gente do jeito da população brasileira como ajuda queria muito te agradecer um beijo grande e qualquer dúvida eu te ligo estavam brigando com tudo e pela oportunidade pessoal mantenham as máscaras do social é muito importante como a Ana falou a nossa idade média na uti caiu de setenta para quarenta anos cinquenta anos então até trinta e sete anos trinta e cinco anos de tinta no novo clipe da entubar os jovens montam protegido fiquem atentos ai muito obrigada pela oportunidade muito obrigado boa semana vejo todos obrigada bom já no começo do programa eu falei aqui dos surui verde então decorando nosso estúdio hoje são origamis esses.

CORREIO BRAZILIENSE/BRASÍLIA | GERAL
Data Veiculação: 19/07/2021 às 03h00

Carlos Eduardo Faccin, 51 anos, servidor público Amigo para todas as horas, profissional de primeira e grande pai de família. Essa é a memória * para amigos e familiares do servidor do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) Carlos Eduardo Novaes Faccin, 51 anos. Ele morreu ontem, após lutar bravamente contra as complica* ções de uma infecção bacteriana, fruto de sua internação pela covid-19. Morre com ele um sorriso aberto, marca de sua vida. Dudu, como era carinhosamente chamado, era casado com Franceneli, pai de dois meninos, Thales e Diogo. Natural de Castelo (ES), ingressou no serviço público por concurso e veio para Brasília acompanhado dos pais. Caçula de cinco irmãos, Elizabeth, Simone, Maísa e Antônio Luís, ele deixa cunhados, sobrinhos e a mãe, dona Glória. O sobrinho Gustavo Paes Faccin, 25, conta que o tio era um verdadeiro exemplo a ser seguido e será lembrado pelo companheirismo e a honestidade. “Toda a nossa família está muito triste. Sempre tivemos esperança de que ele melhoraria”, acrescenta. Em nome da turma de pescaria, da qual Dudu era o “presidente”, o amigo Sérgio Pimenta também deixou uma mensagem de despedida. “Vá, nosso irmão, e descanse em paz, você foi um exemplo de luta eo nosso amor por você estará sempre guardado entreas lembranças.” Dudu foi internado em coronavírus. Ficou mais de um mês intubado, mas superou a covid-19. Há duas semanas, estava-nos 11 de março, no hospital Sírio Libanês da Asa Sul, com resultado positivo para o novo quarto, animado com a chance de recuperação e de deixar o hospital. Após ser tido como curado pelos médicos, ele foi contaminado por uma bactéria e não resistiu. Mais 12 mortes Em 24 horas, o DF confirmou 498 novos casos da covid-19 e 12 vítimas da doença. O total de infectados subiu para 441.749, e o de mortos, para 9.479. Ontem, a taxa de ocupação de leitos nas UTIs das redes pública e particular chegou a 71,98%. A aplicação continua hoje, em 41 postos para pedestres e 12 pontos drive-thru. A lista completa está disponível no site www.saude.df.gov.br/locaisdevacinacao. Arquivo pessoal