Confira o que os especialistas do Hospital Sírio-Libanês já falaram na imprensa sobre o novo Coronavírus:

MEDICINA S/A/SÃO PAULO
Data Veiculação: 12/07/2021 às 00h00

Desenvolvido e implantado ao longo do último ano, o Command Center do Hospital Sírio-Libanês tem ajudado os gestores da instituição a mapear processos, espaços, leitos e equipes para atender pacientes com e sem Covid-19, dando mais agilidade na assistência médica e aumentando a eficiência do hospital. Com a alta da demanda de casos de coronavírus, gerada pela nova onda causada pela variante do vírus no Brasil, a ferramenta desenvolvida pela healthtech 3778 se mostrou uma grande aliada para a tomada de decisão no hospital. O sistema é uma solução desenvolvida para o planejamento e a gestão de operações hospitalares que oferece um dashboard em monitores que, em tempo real, traz um fluxo de informações organizado e hierarquizado, evidenciando os pontos que merecem atenção imediata. Além disso, faz alerta e sugere ações, a partir da análise da inteligência artificial. De forma centralizada, o Command Center reúne as informações de diferentes sistemas de gestão, de áreas distintas do hospital, deixando em evidência informações sensíveis como tempo de espera por leito, quais são os pacientes que estão em desospitalização e em que fase desse processo se encontram – seja ela alta médica ou alta real, que é quando ele realmente deixa o hospital. Com base em todos esses dados, a Inteligência Artificial do Command Center consegue oferecer também modelos preditivos, que projetam o tempo de novas internações de pacientes e otimizam a ocupação de leitos, a compra de suprimentos e insumos, além do orçamento operacional. “Esse projeto está conectado com a diretriz estratégica do hospital de digital first e coloca o Sírio-Libanês na vanguarda dos produtos digitais”, analisa Rute Freitas, diretora de Capacidade e Operações do Sírio-Libanês. Com as informações detalhadas, predição de tempo de internação e de fluxo de pacientes, o hospital pode trabalhar com segurança com planos e processos, caso haja aumento de ocupação, otimizando sua estrutura. Além disso, os tomadores de decisão são capazes de alocar recursos humanos, físicos e financeiros onde há necessidade. O resultado é o aumento da produtividade e da eficiência da operação da instituição. “O desenvolvimento dessa solução foi todo pensado para dar agilidade e assertividade na tomada de decisão em hospitais como o Sírio-Libanês e para dar conforto aos pacientes e seus familiares, seja com a disponibilização mais rápida de leitos e recursos ou com a redução do tempo da burocracia de liberação ou altas”, explica o médico e CEO do Grupo 3778, que está à frente da healthtech 3778, Guilherme Salgado. A plataforma possibilita, não só admitir os pacientes em menor tempo, mas fazer o seu acompanhamento até o momento da alta, inclusive com a sugestão de procedimentos e alertas para os casos fora da curva de um comportamento padrão. Também é capaz de simular diferentes cenários, o que dá a possibilidade de planejamento aos tomadores de decisão em momentos de grande variação de demanda. O Command Center tem interface com dados de diversas partes do processo como o assistencial, de hotelaria, manutenção e administrativo. Desta forma, é possível otimizar o trabalho em todos os setores, refletindo também na agenda de atendimento em clínicas e centros de diagnósticos. A proposta de implantação já tem dado resultado ao longo do último ano, mas continua sendo desenvolvida. As próximas fases contemplarão os Serviços Auxiliares de Diagnose e Terapia (SADAT), o Pronto-Atendimento e o Centro Cirúrgico do hospital.