Confira o que os especialistas do Hospital Sírio-Libanês já falaram na imprensa sobre o novo Coronavírus:

A TRIBUNA/VITÓRIA | Reportagem Especial
Data Veiculação: 12/03/2020 às 06h31

MEC admite suspender aulas

Ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que as escolas precisam ter um plano para que alunos estudem pela internet

Elianc Proscholdt Lucas Rezende Vinícius Guidoni

Diante a pandemia do novo coronnvirus. O ministro da Educação. Abraham Weintraub. Disse que as escolas precisam ter pronto um plano de aulas remotas e que a pasta está se preparando para suspensão de aulas.

"Manda aulas para os alunos, disponibiliza o e-mail. YouTube. Skvpe. Internet, para evitar aglomeração. Evitar transmissão mais aguda do coronavirus", disse por meio de video.

Para o ministro, é importante que escolas e faculdades pensem em um "cenário de contingência” e se preparem para "medidas emergenciais pontuais".

Weintraub sugeriu também trabalho remoto de funcionários e mudança do período de férias em universidades e institutos federais.

Paralelo a isso. O Ministério da Saúde (MS) analisa a possibilidade de antecipar férias escolares. Outra opção em estudo é adiantar o período de férias de dezembro para os meses de inverno.

No Estado, a Faculdade Pio XII ainda não alterou o calendário, mas o diretor-geral. Luciano Villaschi Chibib. Se mostrou disponível a acatar a sugestão do Ministério da Saúde, de aumentar o período de férias em julho.

A Universidade Federal do Espírito Santo, o Instituto Federal do Espírito Santo com a Secretaria de Educação de Cariacica aguarda orientações do MS para tomar decisões. Já a Secretaria de Educação da Serra vai seguir todas as orientações do MS. A Secretaria de Estado da Educação e a Prefeitura de Vila Velha disseram que o calendário letivo está mantido A Prefeitura de Vitória não respondeu até o fechamento da edição O superintendente do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Estado, Geraldo Diório. Disse que as instituições privadas estão seguindo o protocolo do Ministério da Saúde e adotando medidas preventivas. Mas. Segundo ele. Se tiver alguma nova determinação para mudar o calendário escolar. Não tem como discutir.

Em São Paulo, a Pontifícia Universidade Católica confirmou dois casos de coronavirus em alunos. Na Universidade de São Paulo, um aluno de Geografia está infectado.

O governado do Distrito Federal vai decretar a suspensão das aulas na rede pública e privada por cinco dias. Além de eventos que exijam licenças do governo local.

CUIDADO ESPECIAL

Creche intensifica higiene de alunos

Preocupada com o surto do coronavirus, a creche Pio XII, em Itapuã. Vila Velha, adotou medidas para evitar ao máximo a exposição das crianças durante o período que ficam no local. Esterilização de móveis o boa higiene dos alunos foram algumas das ações adotadas pelos

Funcionários.

‘A limpeza é feita com álcool 70% cm colchões, camas, mesas com cadeiras. Há cuidado especial com os brinquedos, que são imersos cm cloro por um período. C depois higienizados novamente’, explica a professora Priscila Lavigno.

Além da higiene, segundo a diretora Solainc Chibib, se alguma criança fica doente, ela c afastada c retoma quando o pediatra autoriza.

Já os brinquedos maiores, que não podem ser lavados, a creche optou por tirar de circulação, pois os bebês costumam colocar a boca.

País tem 69 infectados e Estado aguarda 35 resultados

O Brasil já soma 69 casos confirmados do novo coronavirus. À tarde o Ministério da Saúde confirmou 52 casos, mais tarde a Bahia registrou mais um e o hospital Albert Einstein. Em São Paulo, divulgou a confirmação de outros 16 novos casos também à tarde.

Assim, o cenário atual é: Espírito Santo (1). São Paulo (46 casos). Rio de Janeiro (13). Bahia (3), Rio Grande do Sul (2). Distrito Federal (2). Alagoas (1) e Minas Gerais (1).

O Espirito Santo contabiliza 35 casos suspeitos, que possuem vinculo de viagem ao exterior. A reportagem apurou que uma mulher está internada em isolamento com suspeita de coronavirus em um hospital particular de Colatina.

Ela retomou de uma viagem à Itália. Lá. Teria ficado parada por cerca de 10 horas no aeroporto de Roma. Onde teria tido o contato com um tio. Como ela apresentou sintomas de gripe, não pode seguir viagem, e retornou ao Pais e encontra-se em Isolamenta

A única confirmação de paciente infectado foi de uma mulher de Vila Velha, de 37 anos. Que já é considerada curada está liberada para circular normalmente pelas ruas. Ela ficou em isolamento domiciliar por cerca de 15 dias.

Declarada pandemia global

SAIBA MAIS

CORONAVÍRUS

No Espírito Santo

1CAS0 CONFIRMADO 3S CASOS EM INVESTIGAÇÃO 24 CASOS DESCARTADOS

ENTENDA A OIFERE

0 casos capixaba

> mulher. 37anos.

Moradora de Vila Velha

> VIAJOU para a Itália durante K) dias

> ESTA CURAOA desde terça-feira (10)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu declarar que há uma pandemia do novo coronavirus em curso no mundo.

Pandemia compreende um número de casos de uma doença acima do esperado, sem respeitar limites entre países ou continentes.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Disse que a OMS demorou a reconhecer pandemia.

'Teimaram comigo Falei: é uma pandemia. e. desde a semana passada-

TEOROS Adhanom: ações agressivas

O Brasil já trata como pandemia. Porque era óbvio. Se você tem uma transmissão sustentada em tantos países, como vou ficar procurando pais por pais. Quem veio de onde? ” Questionou.

Segundo ele. Com a declaração de pandemia. A ideia é que o País passe a usar como critério para identificar casos a ocorrência de sintomas e histórico de qualquer viagem internacional, além do contato com casos confirmados.

O diretor-geral da OMS. Tedros Adhanom Ghebrevesus pediu ações mais agressivas. "Nas últimas duas semanas, o número de casos de Covid-19 fora da China cresceu 13 vezes e o número de países afetados triplicou. Há agora mais de 118 mil casos cm 114 países e 4.291 pessoas perderam suas ridas". Disse.

Ghebrevesus afirmou que se espera que esses números cheguem a níveis ainda mais altos nas próximas, mas semanas.

O diretor-executivo do Programa de Emergências em Saúde da entidade. Mike Ryan. Afirmou que o reconhecimento da situação como uma pandemia não mudará o planejamento da OMS.

Pandemia

> Compromete de um número de casos de doença acima do esperado, sem respeitar limites entre países ou continentes.

Epidemia

>. É o aumento do número de casos de determinada doença, muito acima do esperado e não delimitado a uma região.

Endemia

>. É a ocorrência de certo número de casos controlados cm determinada região.

Surto

> é um aumento repentino do número dos casos uma doença dentro delimites muito restritos, como uma série de casos de rubéola cm uma creche. Vários indivíduos com conjuntivite cm um quartel ou vários bebés com infecção respiratória cm um berçário de hospital.

> TAMBÉM pode ser assim considerado aumento do número de casos de uma doença com uma área específica, considerada livre da mesma.

EXAMES NO ESTADO

Está previsto para a próxima semana o início das análises do Covid-19 nos pacientes do Estado. Durante esta semana, uma equipe do Laboratório Central de Saúde Pública do Espirito Santo (Laccn/ES) está passando por treinamento na Fiocruz. 0 resultados do teste sairão em até 24 horas.

CORONAVIRUS

Ação na Justiça em Vila Velha para isolar paciente

A recusa de um paciente adulto, morador de Vila Velha. Com suspeita de contágio por coronavírus (Covid-19) em manter-se cm isolamento domiciliar levou o Ministério Público do Estado do Espirito Santo (MPEES) a entrar na Justiça.

Por meio da Promotoria de Justiça da Saúde de Vila Velha, o Ministério Público informou que ajuizou ação com um pedido de isolamento domiciliar e realização de exames.

JARBAS RIBEIRO: exames

Que se fizerem necessários.

A decisão foi tomada depois que a Secretaria Municipal de Saúde entrou com requerimento junto ao Ministério Público para adoção urgente de medidas legais do Poder Judiciário "em razão do risco de contágio de seus contatos próximos e à coletividade em geral".

Em oficio à 5a Promotoria de Justiça Cível de Vila Velha, o secretário municipal de Saúde. Jarbas Ribeiro de Assis Júnior, informou que a medida é prevista em protocolodo Ministério da Saúde e no Código Penal Brasileiro, até que se concluam os resultados dos exames específicos já realizados no paciente.

O documento esclarece, ainda, que resultado parcial emitido polo Laboratório Central (Lacon) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) exclui o contágio por gripe influenza e vírus respiratórios, "o que mantém a suspeita por infecção

Por SARS-CoV 2 (novo coronavirus). Evidenciando a medida preventiva de Isolamento domiciliar”.

RESISTÊNCIA

Segundo a Prefeitura de Vila Velha. Todas as orientações foram devidamente repassadas ao paciente, sobretudo quanto ao risco de contágio de pessoas de seu relacionamento e da população como um todo, pela médica infectologista da Vigilância Epidemiológica que acompanha a casa

O paciente viajou recentemente para vários países onde se constatou a circulação do coronavírus -. Mas resistiu às orientações quanto à necessidade de isolamento domiciliar alegando que iria manter suas atividades normais. Inclusive, frequentando seu ambiente de trabalho.

O resultado final dos exames depende de análise da Fiocruz.

LEONY. Leandro. Mary com Luiza aprovaram medidas de prevenção com empresa

Prefeitura monitora 75 estrangeiros

Empresas adiam viagens e liberam trabalho em casa

Setenta e cinco estrangeiros de diferentes países estão sendo monitorados diariamente no Estado.

O grupo fica em solo capixaba até. Pelo menos, sábado, quando termina o Pan-Americano de Parapente cm Baixo Guandu, a 186 quilômetros de Vitória.

Os estrangeiros estão hospedados cm hotéis de Baixo Guandu. Noroeste do Estado, e na vizinha Aimorés, já em território mineiro.

O monitoramento individual acontece desde que eles chegaram ao Estado. Foi montada um estro-

ATLETAS com competição

Traem Baixo Guandu.com médico e enfermeiros, para observar o estado de saúde deles quando desembarcaram e fazer um acompanhamento.

“Todos os dias. Pela manhã, a partir de 7h30. Eles são monitorados. Sobretudo em relação à temperatura, já que a febre é um dos sintomas para o coronavírus”. Explicou Terezinha Bolzani. Secretária municipal de Saúde.

Para chegarem à rampa de voo livre, os estrangeiros precisam passar pelo monitoramento.

Nas medidas de prevenção para evitar disseminação do coronavíros. Empresas no Estado estão mu dando a rotina e liberando empregados para trabalhar de casa se tiver sintoma da doença, cancelando viagens, e outras alternativas.

A EDP vai adotar um rodízio semanal preventivo. Todos os colaboradores do Espírito Santo serão divididos cm três grupos: os dois primeiros serão divididos entre dois escritórios com endereços diferentes e um terceiro ficará em home office.

A cada semana, haverá uma rotação e um grupo diferente ficará em home office. () novo esquema de trabalho será iniciado 11a próxima segunda-feira.

Na Heach Brasil, viagens foram canceladas para os EUA e Alemanha. Na sede da empresa, na capital. Foi disponibilizado álcool em gel e se alguém apresentar sintomas. Poderá trabalhar em home office. Na equipe, as medidas foram aprovadas, a exemplo de Leandro Garcia Crava de 21 anos. Leony Nobre. 25. Luiza Ferreira. 22. e Mary Mendonça. 45.

O analista de Gestão de Pessoas Sênior da PBA Stones. Matheus Dias Rezende Medeiros, diz que a

PASSAGEIROS

Preocupação no carro

Atuando no Aeroporto de Vitória. 0 motoristas de aplicativo Guilherme Augusto. 27. atendeu um passageiro que chegava de São Paulo que pediu corrida para Vila Velha. Como o cliente tossia muito que estava gripado, pediu a de que abrisse as janelas. Por precaução. Guilherme não tinha preocupação com 0 coronavírus. Mas disse que agora vai providenciar máscara com álcool com gel.

Empresa trabalha em informações internas de prevenção, além de cancelar viagens para países mais afetados, como China e Itália.

A ArcelorMittal Tubarão tem orientado seus empregados a evitarem viagens não urgentes para países onde um surto tenha ocorrido ou com escala nessas regiões, e priorizado a realização de encontros por videoconferência. O home office está previsto para casos de contingência.

A Vale afirma que vem tomando, desde o final de janeiro, todas as medidas necessárias para apoiar a prevenção da doença cm seus locais de trabalho. Um comitê de crise técnico e outro executivo foram criados para gerir as ações decorrentes da pandemia.

Para garantir a segurança de todos. As viagens não-essenciais global mente foram canceladas ou adiadas por tempo indeterminado, valendo o mesmo para eventos.

Além disso, todos os funcionários da Vale que retornarem de viagens internacionais estão instruídos a entrar em contato com a equipe de saúde da empresa por telefone antes de retomar às atividades, mesmo não apresentando nenhum sintoma do vírus.

C*'UUXU/A>I

SAIBA MAIS

CORONAVÍRUS

907 935

No Brasil

69 CASOS CONFIRMADOS

46 EM SÃO PAULO 1 NO ESPÍRITO SANTO 13 NO RIO 06 JANEIRO 3 NA BAHIA

CASOS

SUSPEITOS

CASOS FORAM DESCARTADOS

ALAGOAS

2 NO DISTRITO FEOERAL 1 EM ALAGO AS

1 EM MIN AS GERAIS

2 NO RIO GRANDE 00 SUL

• 8AMU

>

SINTOMAS

> OS SINAIS com sintomas são. Principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem causar infecção do trato respiratório inferior, como pneumonia. Os principais são sintomas são:

Dificuldade para Inflamação na Cansaço respirar garganta

TRANSMISSÃO DO CORONAVÍRUS

> A CONTAM inação por gotículas respiratórias ou contato, está ocorrendo.

> QUALQUER PESSOA que tenha contato próximo (cerca de 1 metro) com alguém com sintomas respiratórios está cm risco

De ser exposta à infecção.

> A TRANSMISSÃO costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como: goticulas de saliva. Espirro, tosse, catarro, entre outros.

—‘Fiz santo

PREVENÇÃO

> LAVAR as mãos frequentemente com água e sabonete por. polo menos. 20 segundos. Só não houver água com sabonete. Usar desinfetante para as mãos à base de álcool.

> EVITAR tocar nos olhos, nariz com boca com as mãos não lavada».

> EVITAR CONTATO com pessoas doentes.

> COBRIR BOCA com nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel 0 jogar no lixo.

Forno: Místico da Saúde. Secretario do Estado da Saúde do Hospital Albert Einstein

CORONAVIRUS

Casos vão disparar no País, alerta o governo

Previsão do Ministério da Saúde é de que, até o final do mês, registros da doença tenham aumento significativo

Diante de uma projeção de aumento de casos do novo coronavirus nas próximas semanas, o Ministério da Saúde pediu a cinco hospitais filantrópicos de excelência que usem recursos e pessoal envolvidos hoje cm projetos desenvolvidos no Sistema Único de Saúde (SUS) no enfrentaremos da pandemia.

O Brasil registra 69 casos confirmados da infecção. No pior cenário. A previsão do ministério é que em até duas semanas e meia. O País tenha aumentado exponencialmente os registros, que se manteriam nesse nível por mais oito semanas.

Nesse período, o governo estima um grande aumento da demanda por atendimento hospitalar, ainda mais levando em conta a possibilidade de o momento coincidir com o pico de casos de gripe por influenza.

A projeção foi descrita pelo ministro da Saúde. Luiz Henrique Mandetta.em reunião em Brasília, com gestores de cinco hospitais: Sirio-I.ibanés. Albert Einstein. Oswaldo Cruz e Hospital do Coração (HCor), de São Paulo, e Moinhos de Vento, de Porto Alegre.

As cinco instituições convocadas para a reunião integram o Programa de Apoio e Desenvolvimento Institucional (Proadi) do SUS. O maior projeto público-privado na área da saúde no País.

Existente desde 2009. Ele atua em várias frentes, de capacitação pessoal à assistência especializada.

"Foi pedido para que fiquemos atentos à curva de aumento de casos. Nos resguardarmos de estrutura e pessoas c redirecionarmos os recursos do Proadi, durante a crise do coronavirus. Para projetos de atendimento e suporte dos hospitais públicos", diz o médico Paulo Chapchap. Diretor-geral do Sirio-Libanés.

Um dos projetos do Programa de Apoio e Desenvolvimento Institucional do SUS é o "Lean nas Emergências”, que tem a meta de sanar o problema de superlotação e o longo tempo de espera nas emergências do SUS.

"Naqueles hospitais onde estou fazendo o 'Lean', vou dar suporte para que as emergências consigam absorver o grande número de casos". Explica o diretor.

Segundo Paulo Chapchap. Diretor do hospital Sirio-Libanês, a orientação é que. Caso o pior cenário se confirme, cirurgias eletivas (como de hérnias, vesícula, quadril, joelho, entre outras) sejam adiadas para que os leitos fiquem reservados às vítimas de coronavirus.

MINISTRO Mandetta prevê aumento da demanda por atendimento hospitalar

ALEXANDRE RODRIGUES PRESIDENTE DA SOC. DE INFECTOLOGIA DO ES

“Em 80% dos casos, vírus é leve”

Internação à força no Rio

São muitas dúvidas sobre o novo coronavirus, mas o presidente da Sociedade de Infectologia do Espírito Santo, Alexandre Rodrigues da Silva, deu uma notícia que pode trazer um certo alivio às pessoas.

De acordo com ele. Em 80% dos casos, o novo coronavirus se manifesta de forma leve e em 20%. Mais graves.

A TRIBUNA O inverno pode contribuir para retransmissão do novo coronavirus?

ALEXANDRE RODRIGUES DA SILVA Sim. Com o frio, existem mais pessoas confinadas em ambientes fechados.

Embora no Brasil o clima seja mais ameno, devido ao inverno mais rigoroso, em São Paulo e na região Sul já ocorrem mais casos de doenças respiratórias, incluindo infecções virais.

> quem já foi acometido por esse vírus pode voltara a contrair ou já está livre?

Provavelmente, quem tiver a infecção estará protegido de reinfecção devido à produção de anticorpos, embora já tenha tido relato de infecção, fato este que tem de ser confirmado em novos estudos.

> Há, de fato, um real motivo para toda essa preocupação? Por exemplo, de rever o calendário escolar, de funcionários estarem sendo liberados para trabalharem de casa?

Em algumas situações, sim. Se em uma empresa ou escola existir uma maior disseminação do vírus, isto pode significar que as outras medidas de prevenção não funcionaram. A grande preocupação é de que.com a maior circulação do vírus. O mesmo infecte idosos (mais de 80 anos) ou portadores de cor.

Morbidades (cardiopatas. Diabéticos e outros) que apresentam maior risco de morte.

> O ministro da Educação disse que o MEC está se preparando para a suspensão de aulas por conta do coronavirus. É uma medida importante para o País com, consequentemente para o Espirito Santo?

Acho que vai depender do momento e da situação. É uma situação difícil de definir. Vai depender, é difícil saber a dimensão. Tem de ver se a fonte da disseminação vem do ambiente escolar. Pode ser

Com o frio, existem mais pessoas confinadas em ambientes fechados. Isso pode contribuir para a transmissão do vírus.

Que isso ocorra em São Paula por conta do número de casos, mas não ocorra em outros estados.

A importância maior são as estratégias serem discutidas. Como é uma doença que. Diariamente muda alguma coisa, o plano de ação de hoje pode mudar para amanhã.

> Como a doença se manifesta?

Na China, onde a população acima de 80 anos representa 1.8% da população. 80% dos casos apresentaram sintomas leves semelhantes uma gripe, enquanto 20% evoluíram em formas mais graves. Neste grupo de idosos, a letalidade chegou a 15%.

Já na Itália, essa população já representa cerca de 7%. Então, na Itália temos um número maior de idosos suscetíveis.

Aqui no Brasil, a população acima de 80 anos representa 1.7%. Então, por enquanto, não dá para comparar com outros países.

Com o Rio de Janeiro tendo o segundo maior número de casos de coronavirus no País, o governador Wilson Witzel publicou um decreto permitindo isolamento compulsório e o uso da rede particular.

No documento. Witzel prevê a possibilidade da requisição de hospitais e profissionais da saúde privada para viabilizar o tratamento e a contenção da propagação do vírus. Nesses casos, a unidade utilizada receberia posteriormente uma indenização.

O ato também define que. Caso o paciente se recuse a cumprir períodos de isolamento quarentena ou exames, os órgãos competentes deverão adotar medidas judiciais.

Há cerca de duas semanas, um casal de franceses foi obrigado pela Justiça a permanecer internado em Paraty aguardando o resultado

O presidente dos Estados Unidos. Donald Trump anunciou que o pais está suspendendo a entrada de iodos os viajantes vindos da Europa por um» período de 30 dias. A partir da noite de amanhã. A única exceção será para o Reino Unido.

Já a NBA. Sigla em inglês para Associação Nacional de Basquete americana, suspendeu toda a temporada de jogos.

Há mais de mil casos de Covid19. E 37 pessoas morreram nos EUA devido à doença. Trump acusou a Europa de não ter tomado as medidas necessárias contra o vírus.

ATOR

O ator Tom Hanks e sua multar, a atriz Rita Wilson, testaram positivo para o coronavirus, segundo o site Deadline. Eles estavam na Austrália.

Dos testes, porém, no fim. Não estavam contaminados. A pessoa que desobedecer às medidas determinadas pelo governo pode. Ainda, responder a processo criminal.

GOVERNO

O chefe da Secretaria Especial de Comunicação Fabio Wajngarten. Está com suspeita de coronavírus. Segundo a Folha de S. Paulo.

Ele acompanhou o presidente Jair Bolsonaro em visita a Miami (EUA) na última semana. Wajngarten realizou nesta quarta-feira (11) e receberá os resultados hoje.

Durante uma viagem de quatro dias aos EUA. Bolsonaro se reuniu com empresários e jantou com Donald Trump. No sábado (7).

Em sua conta no Twitter. Fabio Wajngarten negou as informações.

Itália para gravações do filme ainda sem nome sobre Elvis Presley.

Já na Itália, o primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte aumentou as restrições de Isolamento para combater o surto, depois que dados mostraram que a Itália registrou a maior alta diária no número de mortos de qualquer pais desde o início da pandemia. Já são 10.149 casos e 827 mortes.

Em um pronunciamento televisionado ao pais, Conte disse que todas as lojas ficariam fechadas, com a exceção de supermercados, lojas de alimentos e farmácias, e que as empresas devem fechar os departamentos que não sejam essenciais para a produção Serviços como salões de beleza também serão fechados, assim como todos os bares e restaurantes.

ALEXANDRE RODRIGUES afirma que maior preocupação é com idosos

EUA barram voos da Europa

WEB

Casos de coronavírus devem crescer exponencialmente no Brasil nas próximas semanas, diz Ministério da Saúde

GAÚCHAZH./PORTO ALEGRE

WEB

Coronavírus chegou. Setor de TI vai fazer algo?

BAGUETE/PORTO ALEGRE

ZERO HORA/PORTO ALEGRE | outros
Data Veiculação: 12/03/2020 às 03h00

Ministro alerta para “20 semanas duras” O Ministério da Saúde atualizou o balanço dos casos de coronavírus no Brasil. Às 17h de ontem, a pasta informou que o número de pacientes contaminados subiu para 52. À noite, a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul confirmou mais dois casos, um na Capital e outro em Caxias do Sul. Dessa forma, a quantidade chegou a 54 no país. A pasta divulgou que o Brasil tem 907 casos suspeitos e outros 935 foram descartados. São Paulo segue sendo o Estado com o maior número de pessoas com covid-19, com 30 pacientes. Em seguida, aparecem Rio de Janeiro (13), Bahia (2), Rio Grande do Sul (2), Distrito Federal (2), Alagoas (1), Minas Gerais (1) e Espírito Santo (1). Em entrevista ao jornal Estadão, ontem, Mandetta disse que o país deve viver semanas “duras” devido à transmissão do novo coronavírus. - Vamos passar por isso. Vai ser duro. Vão ser mais ou menos umas 20 semanas duras - disse o ministro Além de mapear as unidades de saúde aptas a receberem possíveis pacientes, a equipe do ministério avalia montar hospitais de campanha, de acordo com o Estadão. Os estudos - que envolvem também a otimização da triagem da doença - devem ser finalizados até o fim da próxima semana. Diante de uma projeção de aumento de casos do novo coronavírus, o Ministério da Saúde pediu a cinco hospitais filantrópicos de excelência no país que usem recursos e pessoal envolvidos hoje em projetos desenvolvidos no Sistema Único de Saúde (SUS) no enfrentamento da doença. Um deles é o Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. No pior cenário, a previsão do ministério é de que, em até duas semanas e meia, o país tenha aumentado exponencialmente os registros, que se manteriam por mais oito semanas. Aumento nesse período, o governo estima grande aumento da demanda por atendimento hospitalar, ainda mais levando em conta a possibilidade de o momento coincidir com o pico de casos de gripe por influenza. A projeção foi descrita por Mandetta, em reunião em Brasília, com gestores de cinco hospitais: Sírio-Libanês, Albert Einstein, Oswaldo Cruz e Hospital do Coração (HCor), de São Paulo, e Moinhos de Vento, de Porto Alegre. As cinco instituições convocadas para a reunião integram o Programa de Apoio e Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi), o maior projeto públicoprivado na área da saúde no país. Existente desde 2009, ele atua em várias frentes, de capacitação pessoal à assistência especializada. - Foi pedido para que fiquemos atentos à curva de aumento de casos, nos resguardarmos de estrutura e pessoas e redirecionarmos os recursos do Proadi, durante a crise (do coronavírus), para projetos de atendimento e suporte dos hospitais públicos - diz o médico Paulo Chapchap, diretor-geral do Sírio-Libanês. Um dos projetos do Proadi é o Lean nas Emergências, que tem a meta de sanar o problema de superlotação e o longo tempo de espera nas emergências do SUS. Neste ano, cem hospitais públicos devem participar do projeto. Outros 59 já passaram por treinamentos. - Em hospitais onde há o Lean, vamos dar suporte para que as emergências consigam absorver o grande número de casos da epidemia - explica o diretor. Outro projeto que deve estar envolvido na contenção da doença é o Saúde em Nossas Mãos, que tem como objetivo reduzir casos de três tipos de infecções hospitalares em 119 instituições públicas do país. - Vamos fazer o que for necessário. O ministério vai nos apontai' as necessidades e a gente vai tentar ajudar - afirma o médico. Segundo o diretor do Sírio Libanês, a orientação é de que, caso o pior cenário se confirme, cirurgias eletivas (como de hérnias, vesícula, quadril, joelho entre outras) serão adiadas para que leitos fiquem reservados às vítimas de coronavírus. GAÜCHAZH Veja estimativa de propagação da doença no país em gzh.rs/etc. Rodrigo Maia (E) e Luiz Henrique Mandetta anunciaram medidas ontem e divulgaram cumprimento sem as mãos.

O GLOBO/RIO DE JANEIRO | Geral
Data Veiculação: 12/03/2020 às 03h00

ESCALADA NO ESTADO Pico da doença no Rio deve ser em um mês, diz secretário página 37 EDILSON DANTAS País precisa de 3.200 novos leitos contra coronavírus Associação de Medicina Intensiva diz que, das 16 mil vagas em UTI para adultos no SUS, 95% estão ocupadas ANA LETÍCIA LEÃO E ELISA MARTINS sociedade@oglobo.com.br SÃO PAULO Com um cenário de transmissão comunitária do novo coronavírus no Brasil se avizinhando, segundo avaliação do Ministério da Saúde, os dados sobre disponibilidade de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no )aís preocupam: dos 16 mil eitos adultos existentes no Sistema Único de Saúde (SUS), 95%, ou 15.200, estão ocupados. Para suprir a crescente demanda em um cenário de avanço da epidemia no país, a capacidade deveria aumentar 20%, ou seja, seriam necessários ao menos 3.200 novos leitos de UTI. Os números são da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (Amib), consolidados por meio do projeto UTIs Brasileiras. Segundo Ederlon Rezende, membro do conselho consultivo da Amib e coordenador do projeto UTIs Brasileiras, o sistema de saúde pública está no limite. —Quando temos uma taxa de ocupação média como essa, podemos praticamente assumir que não há leitos disponíveis —avalia ele, que informa que, na rede privada, a ocupação nacional é de 80% de 16 mil leitos. Segundo recomendações da OMS e do Ministério da Saúde, explica Rezende, a taxa ideal de disponibilidade é de 10 a 30 leitos de UTI para cada 100 mil habitantes. Hoje, o SUS tem 10 leitos para 100 mil habitantes, porém preocupa a ocupação quase total. Na rede particular, acrescenta, a taxa é de 40 leitos para cada 100 mil habitantes. — Quando a atenção primária de saúde é boa, como é o caso de países ricos, UTIs podem ser menos necessárias. Mas, quando a saúde primária é ruim, como no Brasil, vamos precisar de mais—ressalta. Casos graves de coronavírus — mais frequentes em idosos e pessoas com deficiência de imunidade — necessitam internação em UTI com isolamento respiratório, principalmente pela chance de propagação da doença por gotículas. O cenário ideal, explica, seria um isolamento com sistema de pressão negativa, quando há aspiração das partículas do ar e menos risco de contaminação: — Se não há pressão negativa, os pacientes precisam ficar em espaços isolados, sem contato com pessoas não infectadas. Infelizmente, temos um percentual muito pequeno de UTIs preparadas para esse cenário. Ainda de acordo com o mapeamento do projeto UTIs Brasileiras, o Brasil possui um ventilador mecânico para cada leito de UTI. Os equipamentos são responsáveis por auxiliar os pacientes em casos de síndrome respiratória aguda, uma evolução grave do coronavírus. A taxa de ocupação do Receio. Máscaras no metrô de São Paulo: estado busca expandir vagas na UTI. Próximos 30 dias são decisivos para determinar como vírus vai se comportar equipamento, segundo Rezende, é de 50% no SUS e de 20% na rede privada. — Não acredito que vamos ter problemas em relação ao ventilador mecânico. Estamos bem nesse ponto. Além disso, ele não é fixo no leito, e pode ser removido para outro local —explica. ISOLAMENTO Em São Paulo, estado que concentra maior parte dos casos no país, autoridades de saúde buscam expandir a disponibilidade de UTIs de isolamento no SUS. — Hoje, o estado tem sete mil leitos de UTI no SUS, dos quais 500 são de isolamento para doenças transmissíveis (como o novo coronavírus), e estamos trabalhando para conseguir aumentar isso rapidamente — diz Paulo Menezes, responsável pela Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria de Saúde de São Paulo. Estimativas de especialistas dão conta de que, em um cenário de evolução da epidemia, pode ser necessário o triplo de UTIs de isolamento para tratar casos graves da infecção no estado. Na tarefa de ampliar a disponibilidade, o plano de contingência de São Paulo considera ações como adaptar leitos de UTI para isolamento, com recursos específicos de ventilação e pressão negativa. Outra medida seria utilizar leitos de procedimentos eletivos (como recuperação de cirurgias) para abrigar pacientes graves com coronavírus. Também devem acontecer contratações de pessoal para trabalhar em leitos de UTI disponíveis, mas que não estão ativos principalmente por falta de recursos humanos no sistema do SUS. Autoridades de saúde conversam também com a rede particular para traçar ações combinadas. Especialistas dizem que os próximos 30 dias vão ser decisivos para entender se o vírus vai se comportar como no Hemisfério Norte, o que indicaria um aumento exponencial de casos no país. Hoje, o governador de São Paulo, João Doria, deve anunciar novidades para o atendimento de pacientes com coronavírus. Leitos devem ser reservados no Hospital das Clínicas e no Incor. Para o médico Alberto Chebabo, da Sociedade Brasileira de Infectologia, a Covid-19 pode pressionar o sistema de saúde logo. —Agora que passamos de 50 casos existe uma chance grande de amanhã já serem 80, e nas próximas semanas começar a transmissão comunitária em cidades como São Paulo e Rio —afirma. Segundo o infectologista, em breve o país ainda pode ter de tomar medidas mais duras, já adotadas em outros locais, como fechamento de escolas e cancelamento de eventos públicos. — Isso deve acontecer com o decorrer da epidemia nos próximos 15 a 30 dias — diz ele, com a ressalva de que é preciso escolher o momento com cuidado: — Não adianta fechar escolas se as igrejas continuarem funcionando ou tiver jogo no Maracanã. Os hospitais Oswaldo Cruz, HCor, Albert Einstein, Sírio Libanês e Moinhos de Vento, que fazem parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), vão colaborar na contenção do novo coronavírus. Entre as iniciativas acordadas com o Ministério da Saúde, estão “ações de telemedicina, suporte clínico e manejo de estratégias de prevenção e contenção da doença no país. (Colaboraram Rafael Garcia e Silvia Amorim)