Confira o que os especialistas do Hospital Sírio-Libanês já falaram na imprensa sobre o novo Coronavírus:

RÁDIO BANDEIRANTES 840 AM/SÃO PAULO | Manhã Bandeirantes
Data Veiculação: 10/06/2021 às 11h10

De houve som opiniões de quem pega um ônibus cambridge não consegue comprar comida de quem não consegue abastecer o seu carro de táxi ou aplicativo é de gente que enfrenta dificuldade é com os hospitais e gente que não tem leitos pra colocar os seus doentes até de insulina que não estão distribuindo eu tenho diabetes lá é seu não gastar quase dois mil reais como da de insulina eu morreria que o meu diabetes grave não dura uma semana agora imagina quem tem o membro diabetes que eu e de não tem dinheiro pra comprar rego convocava uma dois pontos para gastar com insulina h é primeiro que a censura do governo dedé oferece aí ela é aplicada com syringa dolorido pra caramba suas caretas que a gente compra que comprou uma caneta que minimiza a dor apesar de torrar a paciência se obrigadas de furar o dia inteiro se tem acesso a isso eu queria agradecer imensamente de coração ao povo brasileiro que me ouvir o brasil inteiro e neste momento aqui em são paulo e no brasil inteiro no mundo inteiro não tem gente ouvindo a gente do mundo inteiro pelas palavras de carinho pra com pra com o meu filho e vou ignorar até é pessoas de péssima indo ignorantes que se esconde atrás de peso ou endereços eletrônicos pra falar tanta maldade que essas pessoas eu ignoro eu acho a rede social tão legal com um gente que entende melhor do que a gente de uma série de assuntos as vezes tá falando que um médico vem com um assunto legal as vezes tá falando aqui um gari que entende muito mais de limpar a rua então a rede social e dão uma opinião muito legal que amostra aí por diante o ouvinte é a mesma coisa o rádio mais próximo é que nós tivemos a internet o rádio houve quem tá do outro lado do rádio há muito tempo antes de ter imagem rádio e antes de ter a televisão o rádio já fazia o papel que a internet faz de rede social e daí por diante o rádio sempre ouviu o participação do ouvinte o ouvinte sempre foi participativo mas essa história que tem hoje em rede social que tem hoje um telefone celular um rádio já fazia a televisão não autorizam sempre fez programa diretamente de para o público vai se perguntar o que o público achava anunciou um outro programa o ratzinger foi assim interativo então e as pessoas que passaram a mensagem aos meus ao meu filho e recuperação agradeço do fundo do coração que deus lhe dê de em dobro tudo aquilo que você desejou e pro meu filho e a minha família não é mas eu sinceramente me sinto muito penalizado às vezes a gente tem até vergonha porque o meu filho toma um dos melhores hospitais do brasil da américa latina que é o Sirio libanês tem acesso a tudo num momento que ele quer belos bad fugir e a chance de sair dessa doença é muito maior do que as pessoas que às vezes não tem nenhum leito pra não é pra ficar que não tem nem acesso oxigênio que tá lá em aparelhos que podem falhar a qualquer momento eu me sinto até envergonhado às vezes ganho apesar de pagar os meus impostos e dirceu mais ou dez por si próprio estado eu também até quarenta e três anos de idade fui de bem pobre de fui de classe média baixa fui pobre mesmo quando do garoto era bem pobre e então até quarenta e três anos de idade quando comecei a ganhar dinheiro eu enfrentei dificuldades pra caramba então sei mais ou menos como é que a vida e eu me sinto até às vezes incomodado de e de fazer alguns comentários já daqui que eu sei que eu não tenho mais competência pra fazer porque hoje eu vivo essa realidade que vivi la trama ao vivo hoje então eu agradeço a vocês mas eu gostaria que vocês orassem muito mais ainda claro que continue orando pelo meu filho mas muito mais ainda pelo pelos filhos pais mães irmãos de gente que não tem acesso justo ao sistema de saúde que melhorou porque foi injetado dinheiro no sus por causa da pandemia antigamente se ouvia falar de falta de leitos do sus antes da pandemia muito antes gente que burrinho corredor de hospital muito antes o serviço público brasileiro sempre disse o cara se fosse eleito para qualquer cargo mas ele deveria ser tratado do churrasco a esses políticos e ou fazer do sus melhor do que os hospitais particulares mas os interesses que tem por aí então de eu agradeço de coração mas é uma pena que todo mundo é do brasil não tem direito ao mesmo atendimentos que o meu filho tá tendo lá no hospital sírio libanês eu fico tempo penalizar de verdade juro por deus que fico mesmo de coração fico mesmo porque gostaria que o povo brasileiro tivesse acesso aos melhores médicos beirou ao tratamento e por mais que tenha melhorado e que esses heróis que estão em no sus se arriscando tanto quanto nos hospitais e clínicas particulares lã é mais ainda por as vezes falta de país e coisas parecidas a que esses heróis aí de sejam recompensados e que continue salvando vidas e que deus ajude quem tem alguém internado neste momento que deus proteja o seu familiar que deus proteja seu ente querido seu amigo pra que a gente um dia possa sair desse flagelo que convide a gente não consegue pensar direito quando tem alguém hospitalizado que somou doença veja totalmente imprevisível equipe você fica esperando o pior a qualquer momento mas eu resolvi mudar um pouco a virar um pouco a que á a chave porque se a gente acredita tanto em deus no ar se a gente acredita que deus ilumina a ciência então a gente tem que ter mais de é e desse momento mais fé mesmo e acreditar que tudo vai dar certo independente de onde esteja o seu parente a gente tem que realmente acreditar que tudo vai dar certo que teve muita gente também com bilhões aí bilionários que morreram durante a Covid19 porque o vírus matou então e vamos a esse é o momento de exercer a nossa fé da luz homens que estão lá representando o ciência à bessa os enfermeiros todo mundo que o trabalho hospital é válida desde o pessoal da cozinha o pessoal da faxina na gente que acorda de madrugada pega dois três onde vai trabalhar para salvar sua vida meu deus do céu nada vamos acreditar que deus ilumine suas pessoas para que o seu familiar está passando por um momento difícil agora saia dessa é o que a gente espera.

BOM DIA SP/TV GLOBO/SÃO PAULO
Data Veiculação: 10/06/2021 às 06h39

É a valéria eu maurício panzer foi o que a doença em janeiro o encarnado dia vinte e dois de janeiro e o levou a uma forma liberado né algumas partes no oscar é o legislador vi monte de alta não conseguia nem metade da obra já chegou com tudo agora já consigo fazer consultoria vem matou onde de estava normal na menos sorriso porque aqui em casa sozinha é e atinge me cuidar sozinha né ai eu tive febre todos os dias é o segundo sintoma francês quando ele as sequelas o tigre foi um cansaço pra fazer sim um caminho do meio de campo subir degraus da escada estiver que andou uma quadra na rua tinha cada muito devagar e tosse seca este cansaço johan queimar-se tv montar cem por cento mas ele melhorou muito mas a tosse seca permanece ainda como sequela médicos e especialistas estão chamando esses casos de convide prolongada o fernando contraiu a Covid19 em março deste ano quase dois meses já se passaram e os sintomas continuam romeu o fato e vou o melhor eu tenho o fato hoje muito apurado porém meu paladar não um nunca perde a cozidos em janeiro no caso dele o coronavírus despertou um problema que já estava controlado a queda de cabelo é o que eu joguei o pântano sempre faz manutenção e era algo que estava super controlado e depois do corby posta o vídeo após eu me curado convide voltou de novo artigo sobre teologia hotéis e Viseu e começou a cair numa intensidade um grau muito muito maior muito mais forte essa a persistência dos sintomas e sequelas do coronavírus já tem até um nome convide prolongada creio que os mais de cem sintomas possivelmente associados e ainda hoje entre os mais comuns fraqueza cansaço fadiga dificuldade de concentração um grupo formado por seis hospitais brasileiros como albert einstein e o sírio libanês e dois institutos de pesquisa em saúde está fazendo um estudo com mil e quinhentos pacientes que serão acompanhados por um ano um resultado preliminar aponta que vinte e dois por cento dos pacientes desenvolveram a ansiedade até seis meses depois Que se curaram a depressão foi diagnosticado Com Covid19 por cento dos casos estudados enquanto o estresse pós-traumático foi identificado em onze por cento deles muitas unidades de saúde já se prepararam para receber pacientes que tiveram a corrida dezenove que ficaram com alguma sequela da doença é o caso por exemplo desse instituto de reabilitação que fica na zona sul de são paulo e que recebe pacientes encaminhados pelo sus o objetivo é que eles possam voltar para casa e ter uma vida normal quanto possível integrar recursos de alta complexidade recursos robóticos de automação com esqueletos eu consigo maximizar o efeito sem risco por paciente o maior grau de segurança e devolvendo esse paciente rapidamente pra sociedade esse é o nosso objetivo de bom vê-lo em condições que desfruta a vida o álvaro chegou a são paulo no dia treze de janeiro deste ano entubado ele veio de manaus na época em que a cidade viveu um colapso por causa da falta de oxigênio nos hospitais e só recebeu alta quatro meses depois além de ter perdido cerca de vinte e cinco quilos o álvaro também teve sequelas nos pulmões e nos movimentos dos braços e pernas é muito ruim quando você olha as coisas mais básicas que você não pode fazer né então hoje eu já consigo me alimentar eu já consigo escovar o dente consigo faria a minha barba entendeu quando eu tomo banho eu já consigo ajudar no banho tão isso vai trazê-lo de volta para você uma independência uma questão de auto estima pacientes que assim como álvaro tiveram a forma grave da Covid19 são os que mais tem sequelas num período de seis meses depois da alta hospitalar aquela mesma pesquisa feita por hospitais brasileiros aponta que a mortalidade entre os pacientes que precisaram de ventilação por máscara de oxigênio ou intubação foi três vezes maior do que aqueles que tiveram uma forma leve da doença e foi duas vezes maior o número de casos de pacientes graves que precisaram ser internado novamente o dirceu isso quando eu sair de manaus pro meu filho eu disse eu vou voltar e vou voltar andando então isso me moveu muito eu botei isso como como norte como uma meta e com a ajuda da minha esposa a gente foi vencendo cada barreira que aparecia tão acho que graças a deus é um sobrevivente que tá aqui para contar sua história já conversou com a médica fisiatra coordenadora da reabilitação de um hospital na bela vista aqui na região central de são paulo ela disse que notou que neste ano os casos de convívio apresentaram sintomas e sequelas que permaneceram por mais tempo nos pacientes ao zé no ano passado a gente percebeu permitirá mais necessitava mais de o condicionamento cardiovascular trem ou mesmo um clima de poucos neste ano a gente começou a perceber mais frequentes danos estamos diante de mais um cometi mais sequelado mutantes piora sequelas o que a gente vê que surpreende que muitas vezes mesmo ouvi de mais leve até mesmo quando não teve necessidade de internação os pacientes têm esse texto de sintomas de está falida e a natureza e permanece por um período de dois ou três menos eu nem te deixa sequelas assim que define um processo desses pacientes recuperam bem chamar a sua atenção por uma imagem agora marido e mulher casados há mais de quarenta anos foram internados no mesmo dia e receberam alta no mesmo dia.

RÁDIO CAPITAL 1040 AM/SÃO PAULO | EXPRESSO CAPITAL 1ª Edição
Data Veiculação: 10/06/2021 às 06h31

Paulo programa de vacinação ontem houve uma alteração e a atenção para as novas datas os novos grupos de vacinação que a gente vai informar agora pra você ouvinte capital sintonizado no setenta e sete ponto cinco a sua rádio multiplataforma você no youtube você no facebook vou ler as mensagens do fez também daqui a pouco algumas chegam che é nada vai chegando mensagem aqui bom cronograma de vacinação atualizado da vacina contra a com vídeo e dezenove contra o coronavírus público alvo o grupo de trabalhadores da educação básica quarenta e cinco e quarenta e seis anos data de inicio nove dias a já começou já começou e vai até a começou ontem né agora hoje que é dia dez gestantes e puérperas sem comorbidades acima de dezoito anos espera-se uma vacinação de cerca de quatrocentas mil pessoas pessoas com deficiência permanente mas desta vez sem o bp se quer o benefício de prestação continuada pessoa de deficiência física intelectual e sensorial conforme o programa começando hoje também já tá valendo pra hoje tiver alguém conhecido alguém na sua casa nestas condições já pode um milhão de pessoas trabalhadores da educação básica de dezoito a quarenta e quatro anulas começa amanhã dia onze de junho o trezentas e sessenta mil pessoas esperam ser vacinadas adultos sim comorbidade houve uma boa antecipação aqui de cinquenta e cinco a cinquenta e nove anos adultos sem comorbidades de cinquenta e cinco a cinquenta e nove anos começando a partir do dia dezesseis de junho o cerca de um milhão vírgula duzentos é um milhão e duzentas mil pessoas esperam ser vacinados honesta saí estou saiu vamos que vamos vou me vacinar também não esquece da vacina contra a gripe bom mandou um recado depois andré temas me casei e depois obtém um final aqui oitenta catorze por gentileza ela tá indo trabalhar no sírio libanês depois se vê esse aí está bom é mais mensagem mais mensagem antiga e um dia onze a andré bom dia amigos e amigas da rádio capital bom-dia riquet maria quitéria beleza

FOLHA DE S.PAULO/SÃO PAULO | COTIDIANO
Data Veiculação: 10/06/2021 às 03h00

Veja o que já foi provado pela ciência sobre o uso de cloroquina contra a Covid19 Ana Bottallo são paulo Na última terça (8), em novo depoimento à CPI da Covid19, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga afirmou que a hidróxido roquina não tem eficácia científica comprovada para o tratamento da Covid-19. Sua afirmação representa uma mudança em relação ao primeiro depoimento à comissão, quando disse que não iria se posicionar sobre o medicamento em nota técnica da pasta. Foi a primeira vez também que se alinhou às evidências científicas disponíveis até então sobre o medicamento e demais drogas do “kit Covid19”. “Essas medicações [se referindo às drogas do kit Covid, que inclui ainda tamiflu e azitromicina] não têm eficáda comprovada. Esse assunto é motivo de discussão na Conitec [Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias ao SUS]. Se ficar discutindo a discussão do ano passado, eu não vou em frente”, disse o ministro. A Conitec é um órgão consultivo responsável pela análise da inclusão de medicamentos e protocolos de tratamentos no SUS (Sistema Único de Saúde). A hidroxieloroquina para tratamento de Covid-19 foi a droga mais estudada desde o início da pandemia, com 268 pesquisas científicas registradas em 55 países, mas sua eficácia não foi comprovada nem para tratamento de pacientes internados nem como profilaxia, segundo pesquisas que adotam o chamado padrão ouro do método científico. Esses estudos são do tipo randomizado, duplo e ego e com grupo controle, ou seja, os voluntários são distribuídos de forma aleatória em grupos. Uma parte recebe o medicamento e outra uma substância placebo, inócua no organismo. Nem pacientes nem parte dos pesquisadores sabem quem recebeu o quê. Essas regras permitem eliminar vieses e avaliar de maneira direta a associação entre aso do fármaco e a melhora ou piora do paciente. Artigo publicado em junho de 2020 no periódico científico NEJM (The New England Journal of Medicine), um dos mais importantes da área médica, apontou que a hidroxieloroquina não tem eficácia como profilaxia (prevenção da infecção) após exposição pelo Sars-CoV-2. Foi o primeiro ensaio clínico controlado publicado sobre a droga, com 821 pessoas no Canadá e Estados Unidos. Seu uso para redução de mortes ou de intubação também foi refutado em estudo publicado na mesma NEJM. A pesquisa foi observadonal (ou seja, o pesquisador só observou resultados, sem intervirem) com 1.376 pacientes tratados no Hospital Presbiteriano de Nova York. Outro estudo também avaliou a mortalidade por Covid-19 entre pessoas medicadas com hidroxicloroquina associada ou não à azitromicina e não viu redução de mortalidade. A pesquisa, feita com 1.438 pacientes, detectou maior ocorrência de arritmias e outras anormalidades cardíacas nos indivíduos que tomaram a combinação de medicamentos. O maior estudo brasileiro até então, a Coalizão Covid-19, também mostrou que a hidroxieloroquina não tem eficácia para pacientes com sintomas leves ou moderados s, nem promoveu melhoria na evolução clínica deles. A pesquisa foi liderada pelos principais hospitais brasileiros (Álbert Einstein, HCor, Sírio-Libanês, Moinhos de Vento, Oswaldo Cruz e Beneficência Portuguesa), pelo Brazilian Clinicai Research Institute (BCRI) e pela Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BRICNet). Apesar de um estudo global com 96 mil pessoas internadas publicado na The Laneet e que apontava para maior risco de morte associado à hidroxieloroquina ter sido retratado pela revista devido a inconsistências nos dados, o acúmulo de evidências era suficiente para comprovar que seu aso não traz benefícios contra a Covid-19. Entidades médicas em todo o mundo, incluindo a SBI (Sociedade Brasileira de Infeetologia), recomendaram abandonar o medicamento ainda em maio de 2020. O Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas (Niaid, na sigla em inglês) dos EUA eontraindicou o uso de cloroquina, hidroxidoroquina e azitromicina contra a Covid-19 em abril de 2020. A nota teve apoio de 13 entidades, entre elas o CDC (Centro de Controle e Prevenções de Doenças), principal órgão de saúde norte-americano. Em julho do mesmo ano, a FDA, agência regulatória de medicamentos no país, publicou uma nota que citava preocupação quanto ao aso da hidroxicloroquina fora de ambiente hospitalar para tratamento de casos leves ou profilátieos e dizia que seu uso estava associado a um risco elevado de problemas cardíacos. AOMS (Organização Mundial da Saúde) interrompeu os estudos para avaliara hidroxieloroquina para tratamento da Covid ainda em junho de 2020. Segundo o comitê independente que deu o parecer para encerrar a pesquisa, a droga não foi eficaz na redução da mortalidade. Mesmo com todas as evidências e a contraindicação dos principais órgãos e entidades do mundo, o Ministério da Saúde do Brasil só publicou em maio de 2021 um parecer, avaliado pela Conitec, contraindicando cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina, ivermectina, entre outros medicamentos, para tratamento de pacientes hospitalizados com Covid-19. 0 ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em depoimento à CPI da Covid do Senado, em Brasília Adriano Machado/Reuters.