Confira o que os especialistas do Hospital Sírio-Libanês já falaram na imprensa sobre o novo Coronavírus:

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO
Data Veiculação: 10/03/2020 às 00h00

A implantação do projeto "Lean nas Emergências", do Ministério da Saúde, segue a todo vapor no Hospital Estadual Infantil e Maternidade Dr. Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha. Nos encontros dessa segunda-feira (09) e terça-feira (10), com os consultores da iniciativa, os profissionais do Himaba identificaram os principais gargalos que possam comprometer o atendimento aos pacientes no pronto-socorro, ambulatório e maternidade. O "Lean", que tem como objetivo reduzir a superlotação dos serviços de urgência e emergência, faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), do Ministério da Saúde, e conta com parceria do Hospital Sírio-Libanês. Com o projeto, é possível reduzir a burocracia, o retrabalho, etapas desnecessárias, gastos excessivos e, com isso, aumentar o acesso, promover agilidade, satisfação, eficiência e controle de riscos. A especialista no projeto “Lean”, Angela Souza, é uma das consultoras que está acompanhando a implantação no Himaba e destacou: “Nessa visita a gente identificou cada vez mais o engajamento do pessoal do hospital, uma participação muito grande de todas as áreas e os apontamentos de melhorias. Mapeamos todo o Himaba e conseguimos identificar juntos quais pontos de espera, onde estão os gargalos e onde conseguimos melhorar. Foi um ponto bastante positivo dessa visita. A tendência é cada vez melhorar e ter mais engajamento”, afirmou. Na próxima visita dos consultores, que acontece a cada 15 dias, os profissionais do Himaba deverão apresentar o andamento do plano de ação de cada oportunidade de melhoria apontada por meio das ferramentas oferecidas pelos conselheiros, além da atualização dos indicadores dos planos de 5S – metodologia baseada em cinco princípios que visam a garantir a organização e limpeza das áreas de trabalho. A fase de acompanhamento e visita dos consultores ao Himaba vai durar, aproximadamente, seis meses. Após esse período, a equipe controla os resultados por mais 12 meses para garantir a manutenção das melhorias introduzidas. O Himaba Mantido pelo Governo do Estado, o Hospital Estadual Infantil e Maternidade Dr. Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha, é administrado desde o dia 6 de novembro de 2019, pelo Instituto Gnosis, por meio de um contrato de gestão firmado com a Secretaria da Saúde (Sesa). Informações à imprensa: Assessoria de Comunicação da Sesa Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes (27) 3347-5642 / 3347-5643 asscom@saude.es.gov.br Assessoria de Comunicação – Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba) comunicacao.himaba@igh.org.br (27) 3636-3187

JORNAL DO COMMERCIO ONLINE/ RECIFE
Data Veiculação: 10/03/2020 às 18h07

Por determinação médica, a presidente-executiva do Movimento Todos pela Educação, Priscila Cruz, 42 anos, permanecerá em um hotel, isolada, em Brasília, até a liberação do resultado do exame que fez para confirmar ou descartar se foi infectada com o Covid-19 (coronavírus). A previsão é de que o resultado saia na noite desta quarta-feira (11). A equipe do Todos pela Educação que está na capital federal - 19 pessoas de São Paulo - e mais cinco que residem e trabalham na cidade, totalizando 26 membros - vai também se isolar, por decisão própria, evitando locais públicos e reuniões.

Na manhã desta terça-feira (10), Priscila Cruz fez um novo exame de sorologia de vírus no hospital Sírio Libanês para identificar outras possíveis infecções, cujo resultado foi informado por volta das 15h40. Foi diagnosticada uma infecção por Rinovírus - o que diminui a probabilidade de infecção por Coronavírus, mas não a descarta por completo. Por ora, Priscila permanece em isolamento.

Por causa da suspeita de infecção de Priscila, o Encontro Anual Educação Já, que começou segunda-feira (09) e terminaria quarta-feira (11), foi suspenso nesta terça-feira (10). Priscila sentiu-se mal por volta das 16h30 do primeiro dia do encontro, realizado no Complexo Brasil 21, na Asa Sul, e que reuniu cerca de 350 pessoas. Inicialmente foi para o hotel e à noite, umas 19h30, seguiu para o Hospital Brasília, com febre alta, dor na garganta e moleza no corpo. Ela viajou para Noruega entre os dias 19 e 28 de fevereiro (período de Carnaval), portanto ainda está no período de incubação do vírus (duas semanas). Na ida e na volta os vôos fizeram escala em Frankfurt, na Alemanha, um dos países que tem casos confirmados da doença.

Evento que teve Maia e contaria com Paulo Câmara em Brasília é cancelado por suspeita de coronavírus

Ministro Weintraub ataca presidente do Todos Pela Educação após suspeita de coronavírus

Segundo o diretor de estratégia política do Todos pela Educação, João Marcelo Borges, Priscila está sem febre na tarde desta terça-feira. Permanece apenas com moleza e dor na garganta. A decisão de suspender o evento foi tomada coletivamente pelo movimento. "Fomos informados que Priscila estava com suspeita de coronavírius. Passamos a madrugada em reunião. Não houve nenhuma recomendação oficial por parte das autoridades de saúde no sentido de suspender o evento. Consultamos a médica que atendeu Priscila no hospital e não houve recomendação verdadeiramente de suspender o evento. Mas como medida preventiva decidimos cancelar, mesmo sabendo dos transtornos que isso geraria. Entendemos que era melhor proteger a todos, tendo em vista a possibilidade de contágio", destacou João Marcelo.

Para as pessoas que tiveram contato com Priscila durante o evento, João Marcelo disse que a sugestão é seguir as orientações repassadas pelo Ministério da Saúde e outros órgãos oficiais de saúde ou contactar seus médicos. "Seria leviano para nós emitir alguma recomendação. O que nós decidimos é manter nossa equipe do Todos pela Educação, em Brasília, por recomendação médica, até o resultado do exame de Priscila", informou João Marcelo. Os membros do movimento não vão se expor e nem participar de reuniões ou eventos públicos.

O governador Paulo Câmara participaria do evento nesta quarta-feira, assim como o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli. O secretário de Educação de Pernambuco, Fred Amâncio, foi um dos convidados do encontro. Na segunda à reunião contou com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. De acordo com João Marcelo Borges, o Encontro Anual Educação Já era o principal evento do Todos pela Educação neste ano. Vinha sendo organizado há quase um ano. "Foi uma decisão dolorida e difícil, mas temos compromisso e responsabilidade. Temos ciência que foi a mais acertada para não colocar pessoas em risco", comentou o diretor do Todos pela Educação. Haveria, na noite desta terça, a entrega do Prêmio Todos pela Educação.

Ministro da Educação 'zomba' de Priscila Cruz

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, zombou, em seu twitter, nesta terça-feira, sobre o fato de Priscila Cruz estar com suspeita de ter contraído o coronavírus. Questionado sobre o que achou da atitude de Weintraub, João Marcelo disse apenas que "o ministro não merece nenhum comentário". Num relatório divulgado no primeiro dia do evento - um estudo que avaliou as ações em 2019 em sete áreas da educação - o movimento fez duras críticas à gestão do MEC. Sobre o ministro, o documento destacou que ele era truculento e desrespeitoso e que não tinha preparo para o cargo.

Evento do Todos Pela Educação

O evento em Brasília do 'Todos Pela Educação' precisou ser cancelado na manhã desta terça-feira (10) porque a presidente da ONG, Priscila Cruz, apresentou suspeita de coronavírus. Participaram do evento o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida.

Nessa segunda-feira (9), deputados, senadores, secretários de educação de diversos Estados, dirigentes das principais ONGs de educação do País e dezenas de jornalistas, incluindo uma repórter do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), estiveram no evento, que ocorreu em um hotel da cidade. O 'Encontro Anual Educação Já' teria três dias e acabaria apenas nesta quarta-feira (11).

WEB

Tecnologia reduz custo e aumenta eficiência dos serviços de saúde

A REDAÇÃO/GOIÂNIA

RÁDIO

Bruno Covas fará uma viagem com filho e ficar afastado do cargo por dois dias

RÁDIO JOVEM PAN 620 AM/SÃO PAULO

JORNAL DO COMMERCIO ONLINE/ RECIFE
Data Veiculação: 10/03/2020 às 18h07

Atualizada às 20h30. Por determinação médica, a presidente-executiva do Movimento Todos pela Educação, Priscila Cruz, 42 anos, permanecerá em um hotel, isolada, em Brasília, até a liberação do resultado do exame que fez para confirmar ou descartar se foi infectada com o Covid-19 (coronavírus). A previsão é de que o resultado saia na noite desta quarta-feira (11). A equipe do Todos pela Educação que está na capital federal - 19 pessoas de São Paulo - e mais cinco que residem e trabalham na cidade, totalizando 26 membros - vai também se isolar, por decisão própria, evitando locais públicos e reuniões. Na manhã desta terça-feira (10), Priscila Cruz fez um novo exame de sorologia de vírus no hospital Sírio Libanês para identificar outras possíveis infecções, cujo resultado foi informado por volta das 15h40. Foi diagnosticada uma infecção por Rinovírus - o que diminui a probabilidade de infecção por Coronavírus, mas não a descarta por completo. Por ora, Priscila permanece em isolamento. Por causa da suspeita de infecção de Priscila, o Encontro Anual Educação Já, que começou segunda-feira (09) e terminaria quarta-feira (11), foi suspenso nesta terça-feira (10). Priscila sentiu-se mal por volta das 16h30 do primeiro dia do encontro, realizado no Complexo Brasil 21, na Asa Sul, e que reuniu cerca de 350 pessoas. Inicialmente foi para o hotel e à noite, umas 19h30, seguiu para o Hospital Brasília, com febre alta, dor na garganta e moleza no corpo. Ela viajou para Noruega entre os dias 19 e 28 de fevereiro (período de Carnaval), portanto ainda está no período de incubação do vírus (duas semanas). Na ida e na volta os vôos fizeram escala em Frankfurt, na Alemanha, um dos países que tem casos confirmados da doença. Evento que teve Maia e contaria com Paulo Câmara em Brasília é cancelado por suspeita de coronavírus Ministro Weintraub ataca presidente do Todos Pela Educação após suspeita de coronavírus. Segundo o diretor de estratégia política do Todos pela Educação, João Marcelo Borges, Priscila está sem febre na tarde desta terça-feira. Permanece apenas com moleza e dor na garganta. A decisão de suspender o evento foi tomada coletivamente pelo movimento. "Fomos informados que Priscila estava com suspeita de coronavírius. Passamos a madrugada em reunião. Não houve nenhuma recomendação oficial por parte das autoridades de saúde no sentido de suspender o evento. Consultamos a médica que atendeu Priscila no hospital e não houve recomendação verdadeiramente de suspender o evento. Mas como medida preventiva decidimos cancelar, mesmo sabendo dos transtornos que isso geraria. Entendemos que era melhor proteger a todos, tendo em vista a possibilidade de contágio", destacou João Marcelo. Para as pessoas que tiveram contato com Priscila durante o evento, João Marcelo disse que a sugestão é seguir as orientações repassadas pelo Ministério da Saúde e outros órgãos oficiais de saúde ou contactar seus médicos. "Seria leviano para nós emitir alguma recomendação. O que nós decidimos é manter nossa equipe do Todos pela Educação, em Brasília, por recomendação médica, até o resultado do exame de Priscila", informou João Marcelo. Os membros do movimento não vão se expor e nem participar de reuniões ou eventos públicos. O governador Paulo Câmara participaria do evento nesta quarta-feira, assim como o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli. O secretário de Educação de Pernambuco, Fred Amancio, foi um dos convidados do encontro. Na segunda a reunião contou com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. De acordo com João Marcelo Borges, o Encontro Anual Educação Já era o principal evento do Todos pela Educação neste ano. Vinha sendo organizado há quase um ano. "Foi uma decisão dolorida e difícil, mas temos compromisso e responsabilidade. Temos ciência que foi a mais acertada para não colocar pessoas em risco", comentou o diretor do Todos pela Educação. Haveria, na noite desta terça, a entrega do Prêmio Todos pela Educação. Ministro da Educação 'zomba' de Priscila Cruz O ministro da Educação, Abraham Weintraub, zombou, em seu twitter, nesta terça-feira, sobre o fato de Priscila Cruz estar com suspeita de ter contraído o coronavírus. Questionado sobre o que achou da atitude de Weintraub, João Marcelo disse apenas que "o ministro não merece nenhum comentário". Num relatório divulgado no primeiro dia do evento - um estudo que avaliou as ações em 2019 em sete áreas da educação - o movimento fez duras críticas à gestão do MEC. Sobre o ministro, o documento destacou que ele era truculento e desrespeitoso e que não tinha preparo para o cargo. Evento do Todos Pela Educação O evento em Brasília do 'Todos Pela Educação' precisou ser cancelado na manhã desta terça-feira (10) porque a presidente da ONG, Priscila Cruz, apresentou suspeita de coronavírus. Participaram do evento o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida. Nessa segunda-feira (9), deputados, senadores, secretários de educação de diversos Estados, dirigentes das principais ONGs de educação do País e dezenas de jornalistas, incluindo uma repórter do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), estiveram no evento, que ocorreu em um hotel da cidade. O 'Encontro Anual Educação Já' teria três dias e acabaria apenas nesta quarta-feira (11).

REDETV NEWS/REDE TV!/SÃO PAULO
Data Veiculação: 10/03/2020 às 20h05