Confira o que os especialistas do Hospital Sírio-Libanês já falaram na imprensa sobre o novo Coronavírus:

G1/NACIONAL
Data Veiculação: 05/01/2021 às 17h47

No vídeo acima, o bioquímico Luiz Fernando Lima Reis, diretor de ensino e pesquisa do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, responde perguntas sobre as vacinas desenvolvidas para proteger contra o vírus Sars-Cov-2, causador da Covid-19. Um tipo de vacina é melhor que a outra? Posso tomar mais de uma vacina? Depois que tomar, é possível retomar a vida normal, sem máscara? Saiba também se há contraindicações, se grávidas e crianças podem tomar a vacina, entre outras questões importantes. Acompanhe a série especial do G1, também disponível no Globoplay, para tirar todas as suas dúvidas sobre a Covid-19. VÍDEOS: coronavírus, perguntas e respostas.

AGÊNCIA SERTÃO/GUANAMBI
Data Veiculação: 05/01/2021 às 17h46

No vídeo acima, o bioquímico Luiz Fernando Lima Reis, diretor de ensino e pesquisa do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, diz que, mesmo tomando vacina, a resposta imune não é imediata e ainda vai levar um tempo para reduzir o espalhamento do vírus. Acompanhe a série especial do G1, também disponível no Globoplay, para tirar todas as suas dúvidas sobre a Covid-19.

G1/NACIONAL
Data Veiculação: 05/01/2021 às 17h45

No vídeo acima, o bioquímico Luiz Fernando Lima Reis, diretor de ensino e pesquisa do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, fala sobre a segurança da vacina para grávidas, crianças ou quem tem alguma alergia: "Se você entende que tem alguma contraindicação para tomar a vacina, você deve consultar seu médico". Acompanhe a série especial do G1, também disponível no Globoplay, para tirar todas as suas dúvidas sobre a Covid-19.

G1/NACIONAL
Data Veiculação: 05/01/2021 às 17h44

No vídeo acima, o bioquímico Luiz Fernando Lima Reis, diretor de ensino e pesquisa do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, tira dúvidas sobre a resposta protetora das vacinas contra Covid-19. Quanto tempo dura a proteção? Acompanhe a série especial do G1, também disponível no Globoplay, para tirar todas as suas dúvidas sobre a Covid-19.

G1/NACIONAL
Data Veiculação: 05/01/2021 às 17h43

No vídeo acima, o bioquímico Luiz Fernando Lima Reis, diretor de ensino e pesquisa do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, explica que as vacinas não são 100% eficazes. Portanto, é possível sim ser infectado com Covid-19 após receber o imunizante. Acompanhe a série especial do G1, também disponível no Globoplay, para tirar todas as suas dúvidas sobre a Covid-19.

G1/NACIONAL
Data Veiculação: 05/01/2021 às 17h42

No vídeo acima, o bioquímico Luiz Fernando Lima Reis, diretor de ensino e pesquisa do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, explica que, dentre as aprovadas pelas autoridades de saúde, não há uma vacina melhor que a outra: todas serão necessárias para controlar a Covid-19, independente do índice de eficácia de cada uma delas. Acompanhe a série especial do G1, também disponível no Globoplay, para tirar todas as suas dúvidas sobre a Covid-19.

AGÊNCIA SERTÃO/GUANAMBI
Data Veiculação: 05/01/2021 às 16h16

Advertisement um novo decreto dispondo sobre as determinações de medidas temporárias de prevenção ao contágio pela Covid-19 foi publicado pela Prefeitura de Vitória da Conquista nesta segunda-feira (4), na edição do Diário Oficial do Município. A regulamentação mantém a quinta fase de reabertura das atividades econômicas, prorroga a suspensão de aulas presenciais e o regime de teletrabalho nas repartições públicas. Segundo a publicação, a Prefeitura avalia que a situação do coronavírus no município está controlado e que medidas de prevenção estão sendo adotas em todas as atividades comerciais sendo devidamente fiscalizadas pelo poder público municipal. Por esta razão, considera os indicadores utilizados para o plano de reabertura do comércio de Vitória da Conquista que recomendam a manutenção da quinta fase do protocolo que reabertura, visto que a situação está controlada. O decreto determina que a quinta fase de reabertura gradual das atividades econômicas dos estabelecimentos comerciais ficará mantida, até 18 de janeiro de 2021. Além disso, foi renovada por mais 30 (trinta) dias a suspensão das aulas da Rede Municipal de Educação e das Instituições Privadas de Ensino, inclusive as de ensino superior. As empresas do setor Industrial do Município poderão funcionar devendo observar, no que couber, os protocolos de segurança e enfrentamento à covid-19 elencados no Protocolo de reabertura. O Decreto prevê ainda a prorrogação, até o dia 18 de janeiro de 2021, do Regime Excepcional de Teletrabalho para serviços essenciais no âmbito da Administração Pública do Município de Vitória da Conquista, para os servidores que integram o grupo de risco. Coronavírus em Vitória da Conquista Até esta segunda-feira (4), a Secretaria Municipal de Saúde registrou 14.586 casos confirmados da Covid-19 em Conquista. Desse total, 13.395 estão recuperados, 963 pacientes sintomáticos seguem em recuperação (36 internados e 927 em tratamento domiciliar) e 228 foram a óbito por complicações da doença. São investigados, ainda, 7.413 casos notificados com suspeita de infecção pela Covid-19 que aguardam por classificação final, dos quais: 7.063 esperam pela investigação laboratorial e 350 pelo resultado do exame RT-PCR – as amostras são encaminhadas para análise no Lacen Estadual. A taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 77,1%. Dos 70 leitos disponíveis, 54 estão ocupados, sendo que 20 pacientes são residentes em Vitória da Conquista e os demais de outros municípios da região. Prefeito está na UTI O prefeito de Vitória da Conquista Herzem Gusmão (MDB) está internado em um leito de UTI do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Segundo o médico Danilo Gusmão, filho do prefeito, Herzem está consciente e apresentou melhora do seu quadro. Diagnosticado com a Covid-19 no dia 7 de dezembro, Herzem seguiu em isolamento em sua residência. Ele se licenciou do cargo e foi internado no Hospital Samur no dia 18 de dezembro e foi transferido para São Paulo no dia 28. Na última sexta-feira (1º), ele foi transferido para a UTI da unidade e Saúde. Segundo o boletim divulgado na data da transferência, a internação na UTI ocorre para otimização da assistência ventilatória Ele recebe medicação e apresentava na ocasião um quadro clínico estável. Gusmão não tem previsão de alta. Um novo boletim é esperado para o decorrer da semana.

BORA SP/TV BANDEIRANTES/SÃO PAULO
Data Veiculação: 05/01/2021 às 07h11

Uusam saliva para detectar a Covid19 já podem ser encontrados inclusive em farmácias o exame é bem mais barato do que aquele pcr que é feito com cotonete né via nasal acompanho sua reportagem mais de trezentas farmácias em são paulo já contam com um novo teste desenvolvido em uma parceria com o hospital sírio libanês na capital paulista e o laboratório nem bellic o teste detecta o coronavírus na saliva do paciente o método bem mais simples do que o exame pcr aquele do cotonete já estava sendo usado de forma experimental em hospitais empresas planos de do peixe na saliva o que lê mans e é mais prático sob o aspecto da coleta de você precisa cortar sua língua num tubo íntima do multipalco percepção carmeli dessa saliba e em cima disso você charles essa análise de acordo com os especialistas o teste da saliva apontou noventa e três por cento de eficácia em relação ao pcr tradicional além disso mostrou ser menos invasivo e mais barato o custo do teste da saliva de cento e cinquenta reais já o pcr pode custar até quatrocentos e setenta e ainda é o mais preciso para detectar o vírus mas assim como da saliva é o teste recomendado para quem tem os sintomas da Covid19 o teste da saliva deve ser agendado por telefone e o resultado leva de vinte e quatro a quarenta e oito horas dependendo da localidade e da demanda é lembrando também que esse teste não basta apenas estar com sintomas tem que estar com sintomas há pelo menos quatro dias pra que ele deu um resultado mais fidedigno né do coronavírus bom como obrigação nossa top tela né como sempre.

RÁDIO BANDEIRANTES 840 AM/SÃO PAULO | Primeira Hora
Data Veiculação: 05/01/2021 às 07h09

Bandeirantes 79 novos testes que usam a saliva para detectar covid19 já podem ser encontrados em farmácias. O exame é bem mais barato do que o PCR aquele feito com um Contorno e com motor mete por via nasal. Mais de 300 farmácias em São Paulo já contam com um novo o método no Rio de Janeiro, ele também já pode ser encontrado por 0 e foi desenvolvida numa parceria com o hospital Sírio Libanês na capital paulista e o laboratório, nenhum deles. O infectologista César, no muro explica a diferença do teste da saliva com o PCR vandalismo textos não em dinheiro, mas nem mais prático sobre 2 âmbito da cor e do você precisa acordar cedo num tubo de um tubo são 5 e meio de anos em cima disso, você já vai exercitando na.

BORA SP/TV BANDEIRANTES/CAMPINAS
Data Veiculação: 05/01/2021 às 06h42

bom gente novos testes que usam a saliva pra detectar convide já podem ser encontrados em farmácias o exame é bem mais barato que o pcr aquele feito com o cotonete por via nasal mais de trezentas farmácias em são paulo já contam com o novo teste no rio de janeiro ele também já pode ser encontrado desenvolvido em uma parceria com o hospital sírio libanês na capital paulista e o laboratório nem bellic o teste detecta o coronavírus na saliva do paciente o método bem mais simples do que o exame pcr aquele do cotonete já estava sendo usado de forma experimental em hospitais empresas planos de do perfil saliva e que ele é mais e é mais prático sob o aspecto da coleta de você precisa coletar saliba num tubo vítima de um tumor falco se cinco m l desta saliva e aí em cima disso você faz essa análise de acordo com os especialistas o teste da saliva apontou noventa e três por cento de eficácia em relação ao pcr tradicional além disso mostrou ser menos invasivo e mais barato o custo do teste da saliva de cento e cinquenta reais já o pcf pode custar até quatrocentos e setenta e ainda é o mais preciso para detectar o vírus mas assim como da saliva é o teste recomendado para quem tem os sintomas da Covid19 o teste de saliva deve ser agendado por telefone e o resultado leva de vinte e quatro a quarenta e oito horas dependendo da localidade e da demanda seis horas e quarenta e três minutos isso pessoa boa notícia nem é um divisor de águas nesse combate à pandemia de coronavírus mais barato menos mas vivo e cada vez mais próximo e ágil né pra nossa população igual cento e quarenta e quatro agora a gente abre a página policial quando ele Venâncio.

UOL NOTÍCIAS - ÚLTIMAS NOTÍCIAS/SÃO PAULO
Data Veiculação: 05/01/2021 às 04h00

Com 62% de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) voltados para o tratamento de pacientes com covid-19, o governo do estado de São Paulo se prepara para um pico de contaminações e internações que, nas suas contas, deve acontecer nos próximos 15 dias. Nos planos do estado e da prefeitura, estão de realocações de leitos à contratação de quartos de hospitais privados para conseguir suprir a demanda que deve aumentar consideravelmente a partir do dia 20 de janeiro. Isso porque, com as festas de final de ano, pessoas se aglomeraram em praias e comemorações particulares, o que deve aumentar o número de novas infecções e, posteriormente, de internações. Mesmo sem ter havido queda nos índices de isolamento social, para médicos, a tendência é a curva de infectados apresente tendência de aceleração ainda neste mês. Desde 27 de dezembro, dois dias depois do Natal, a média de novas internações em São Paulo tem aumentado. Nos primeiros dias de janeiro, houve uma oscilação de 4% em comparação com a última semana de dezembro, marcando 1.373 internações até ontem, segundo dados oficiais. Tanto o governo de São Paulo quanto a Prefeitura consideram que a situação está sob controle, mas os hospitais já começaram a encher, acendendo um alerta sobre o que está por vir nas próximas semanas. Ainda assim, a Prefeitura não cogita reabrir hospitais de campanha, embora o Centro de Contingência ao Coronavírus, pasta criada pelo governo do Estado, não descarte essa hipótese. Se nos próximos 15 dias a demanda por internações aumentar, a secretaria municipal de Saúde promete realocar os leitos comuns para internar pacientes com covid-19 nos 24 hospitais municipais e até contratar leitos de enfermaria e UTI em hospitais particulares. O governo paulistano também pretende entregar mais 106 leitos destinados à covid-19 no hospital Brigadeiro até a semana que vem. Na próxima quinta-feira (7), o governo de São Paulo irá atualizar a classificação das cidades no Plano São Paulo. Atualmente, todo o estado está na fase amarelada da quarentena, em que é permitida a abertura do comércio e de outras atividades não essenciais, seguindo protocolos sanitários. Na mesma data, será anunciado o pedido de aplicação emergencial da CoronaVac à Anvisa. Hospitais sem vaga na capital, os índices se mantêm semelhantes aos do Estado: 61% dos leitos de UTI para covid-19 estão ocupados. Mas já há hospitais sem vagas, com 100% de lotação. É o caso do Hospital Vila Santa Catarina e a Santa Casa de Santo Amaro, ambos na zona sul. A secretaria municipal de Saúde argumenta que esse esgotamento se dá pelo fato de que os dois hospitais têm poucos leitos voltados para covid-19, por isso foram preenchidos mais rapidamente. Ontem, o Hospital Municipal da Brasilândia, referência no tratamento da covid-19, registrou 74% de ocupação de UTI's e 41% de leitos de enfermaria. O Sírio Libanês, considerado um dos melhores hospitais particulares da capital, informou à reportagem que cerca de 30% dos leitos voltados para covid-19 estão ocupados atualmente. Ao todo, são 144 pacientes internados, sendo que 43 deles estão em UTIs. Outros hospitais particulares tradicionais da capital, como o Albert Einsten e Samaritano, não divulgam os dados de ocupação de leitos. O hospital Oswaldo Cruz e 9 de Julho não deram retorno à reportagem.

AGORA SÃO PAULO/SÃO PAULO | Geral
Data Veiculação: 05/01/2021 às 03h00

DA COVID-19 Teste feito na farmácia detecta vírus pela saliva ■ Exame está disponível para coleta em domicílio em SP desde outubro e agora pode ser coletado em farmácias por R$150. 0 resultados saem em 24 horas. A4 Teste em farmácias detecta o coronavírus por meio de saliva Preço disponível na capital e Grande SP é menor que em laboratórios e o resultado sai em 24h MARIANA FREIRE ■ Pessoas com sintomas ou com exposição recente a situações de risco podem descobrir, pela saliva, se estão contaminadas pelo coronavírus. 0 testes, RT-Lamp, está disponível para coleta em domicílio em São Paulo desde outubro e agora pode ser coletado em farmácias por R$ 150. 0 resultados saem em 24 horas. 0 preços é menor que o cobrado por laboratórios—entre R$ 280 e R$ 350, segundo apurou o Agora. 0 RT-Lamp identifica o RNA do vírus nas células da pessoa infectada. É assim que funciona também o exame RT-PCR, considerado o mais eficiente dos testes para a detecção da Covid-19 —mas a partir de secreção colhida no fundo da garganta com uma haste. 0 novo teste é feito com saliva coletada em um recipiente, de forma não invasiva. 0 níveis de confiabilidade dos dois não é consenso. De acordo com o laboratório MeuDNA, que realiza o teste, a sensibilidade do RT-Lamp chega a 80%, o mesmo do RT-PCR. A infectologista Roberta Schiavon, consultora da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia), afirma que os resultados são semelhando-vos CORONAVÍRUS I TESTES -4 Entenda algumas características dos exames utilizados para detecção da Covid-19 ■ É feito por meio da introdução no nariz de um objeto semelhante ao cotonete, removendo secreção ■ É considerado o "padrão ouro" dos testes, com sensibilidade de 80%, o que significa que, entre as possibilidades atuais, é o mais eficiente ■ Resultado entre 48 e 72 horas, em média 'II t ■ Identifica o RNA do vírus nas células da pessoa infectada no momento do exame ■ Deve ser feito na primeira semana de sintomas ■ É feito a partir de uma amostra de saliva coletada de forma não invasiva ■ Segundo o fabricante, tem sensibilidade semelhante à do RT-PCR, de 80%; infectologistas afirmam que essa sensibilidade pode variar entre 60% e 80% ■ Resultado em 24 horas I • li ; ■ 0 teste procura antígenos (substância estranha ao organismo que desencadeia a produção de anticorpos) do vírus na amostra de secreção ■ Deve ser feito até o sétimo dia de sintomas ■ É feito por meio da introdução no nariz de um objeto semelhante ao cotonete, removendo secreção ■ Tem sensibilidade inferior ao teste de RT-PCR ■ Resultado em cerca de uma hora TESTE SOROLÓGICO ■ Identificação de anticorpos específicos para o vírus no corpo ■ Pode ser feito a partir de dez dias da contaminação ■ É feito com amostra de sangue coletada na ponta do dedo ■ Resultado entre 15 e 20 minutos, em média Fontes: Grupo RD, infectologista Leonardo Weissmann, Cesário Martins, diretor do Meu DNA e infectologista Roberta Schiavon ■ Identifica a presença do vírus na pessoa no momento do exame ■ Deve ser feito a partir do terceiro dia em quem manteve contato com doente ou se expôs ao risco de contaminação tes, mas;n^|iguais:|60% de sensibilidade do RT-Lamp e até 65% do RT-PCR. Já Leonardo Weissmann, infectologista e consultor da SBI, diz que o teste mais confiável ainda é o RT-PCR. "0 RT-Lamptemamesma função do RT-PCR, mas são técnicas diferentes. 0 RTPCR tem uma sensibilidade maior mas o outro tem a facilidade de não precisar serfeito no laboratório e de ter o resultado mais rápido." Para aumentar a chance de resultado fiel, Weissmann diz que a saliva deve ser colhida na primeira semana de sintomas. 0 níveis de sensibilidade indicam quantos exames de pessoas efetivamente doentes terão resultado positivo. Quanto menos sensível, maior a chance de resultados falsos negativos. Já o nível de especificidade dos dois é próximo de 100%, o que significa que a chance de um falso positivo é quase nula. 0 testes usado nas farmácias foi desenvolvido pelo laboratório Mendelics em parceria com o Hospital Sírio-Libanês. Atualmente, mais de 300 farmácias das redes Droga Raia e Drogasil da Grande SP coletam material para o teste. A coleta também pode ser feita em casa, solicitando pelo site do MeuDNA, por R$169. Negativo ainda requer isolamento ■ como, até agora, nenhum teste é completamente isento de falsos resultados, mesmo com testes negativos, pessoas que tenham sintomas ou passaram por situações de risco devem manter o isolamento. Caso os fatores clínicos sejam ignorados, pode haver risco de transmissão. "0 resultados negativo não significa com certeza que a pessoa não tem a infecção. 0 próprios RT-PCR não é 100% eficaz", afirma Leonardo Weissmann, infectologista e consultor da SBI. Fatores como a época em que o exame é colhido e a carga viral de cada pessoa podem causar um resultado falso negativo. Assintomáticos têm ainda mais chances de terem resultados não confiáveis. "0 RT-Lamp é válido, pode ajudar a identificar a doença, mas requer que a pessoa tenha uma carga viral mais elevada. Mas, se existe a suspeita porque teve contato com alguém ou teve sintomas que são muito claros, o ideal é fazer também o RT-PCR." (MF)