Confira o que os especialistas do Hospital Sírio-Libanês já falaram na imprensa sobre o novo Coronavírus:

CNN BRASIL ONLINE
Data Veiculação: 02/11/2020 às 14h31

O levantamento feito durante a pandemia do novo coronavírus pela Rede Brasil AVC, que tem 17 centros em todo país, apontou que nos meses de março, abril e maio houve uma redução inicial de 40% no número de casos registrados de Acidentes Vasculares Cerebrais. Entre as justificativas para essa diminuição está o medo das pessoas irem ao hospital e contrair Covid-19. Rogério Tuma, médico neurologista Hospital Sírio-Libanês, explicou à CNN, os dados da pesquisa. (Edição: Paula Bezerra).

ÚLTIMO SEGUNDO/IG/SÃO PAULO
Data Veiculação: 02/11/2020 às 10h00

José Cruz/Arquivo/Agência Brasil Justiça Eleitoral ampliou horário de votação e estabeleceu medidas de segurança para evitar a propagação da Covid-19 As eleições municipais em 2020 irão acontecer nos dias 15 (primeiro turno) e 29 (segundo turno) de novembro em todo o país. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mais de 147 milhões de eleitores estarão aptos para comparecer às urnas e escolher candidatos a vereador, prefeitos e vice-prefeitos. Neste ano, serão necessários cuidados essenciais para evitar a propagação do novo coronavírus. A organização do fluxo de votação deve ser modificada para minimizar o contato entre eleitores e mesários durante a pandemia. O protocolo de segurança das eleições foi elaborado pelo TSE com base na Consultoria Sanitária para a Segurança do Processo Eleitoral 2020 (Consultoria Sanitária), formada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), pelo Hospital Israelita Albert Einstein e o Hospital Sírio Libanês. Ao todo, serão 95.093 locais de votação, com 401.950 seções eleitorais neste ano. Mais de 2 milhões de mesários estão escalados para o primeiro turno e outros 713.017 para o segundo, considerando o pleito em todos os municípios com mais de 200 mil eleitores. Cada seção eleitoral terá aproximadamente 4 mesários e uma média de 435 eleitores. Confira quais são as medidas que serão adotadas pela Justiça Eleitoral e quais são as responsabilidade do eleitor: Biometria Por causa da pandemia, não será necessária a identificação biométrica neste ano. Essa etapa será substituída pela apresentação de um documento oficial com foto e assinatura do eleitor no caderno de votação. O ideal, segundo o TSE, é que cada cidadão leve uma caneta própria para evitar que o objeto circule por várias mãos e possa ser um veículo de transmissão da Covid-19. A dispensa da biometria também tem como intuito ganhar tempo e minimizar o risco de aglomeração. Um levantamento estatístico realizado pelo TSE aponta que nas eleições municipais em que o eleitor escolhe candidatos para dois cargos, o tempo de habilitação biométrica pode consumir mais da metade do total de minutos de votação. Como votar durante a pandemia O período de votação foi ampliado neste ano. Será das 7h às 17h, com horário preferencial das 7h às 10h para maiores de 60 anos. O Plano de Segurança Sanitária das Eleições Municipais de 2020 da Justiça Eleitoral orienta que o eleitor se posicione em frente a mesa receptora de votos, respeitando o distanciamento mínimo de um metro e exibir o documento oficial com foto, erguendo o braço em direção ao mesário. O mesário vai identificar e localizar o nome do eleitor no caderno de votação, ler em voz alta o número do título. Após a confirmação dos dados pelo líder da seção, o eleitor poderá guardar o documento, higienizar as mãos com álcool em gel e assinar o caderno de votação, preferencialmente com caneta própria. Caso seja necessário o comprovante de votação, o eleitor deverá solicitar ao mesário antes de ir para a cabine de votação. Local de votação não será permitido se alimentar, beber ou fazer qualquer tipo de atividade que exija a retirada da máscara nos locais de votação. O Tribunal Superior Eleitoral também recomenda que, caso seja possível, o eleitor compareça sozinho ao local de votação, sem crianças e acompanhantes. Nas seções eleitorais, o chão será demarcado com fita para que o eleitor mantenha a distância mínima de um metro das outras pessoas. Ao apresentar febre, o TSE recomenda aos eleitores, mesários, técnicos, carregadores de urna, motoristas e Policiais Militares que não saiam de casa. Mesários A Justiça Eleitoral fica responsável pelo fornecimento de máscaras de proteção facial em quantidade suficiente para que a cada quatro horas os mesários possam fazer a troca. Cada mesário ficará a um metro de distância de outros mesários e dos eleitores. Fitas adesivas no chão irão indicar a metragem de distanciamento. Viseiras plásticas (face shields ) também serão entregues de forma gratuita para os voluntários, além de álcool em gel para higienização das mãos. Mesas e cadeiras das seções eleitorais serão higienizadas com álcool 70%, fornecido pela Justiça Eleitoral.

MEIO NORTE/TERESINA | Outros
Data Veiculação: 02/11/2020 às 03h00

Jornalista tem alta e retorna para Teresina O jornalista, músico e assessor especial do governador Wellington Dias (PT), Álvaro Carneiro, recebeu alta, no final da manhã de sexta-feira, do Hospital Sírio-libanês, em São Paulo, onde estava internado, para tratamento de complicações da Covid19. Ele voltou na sexta-feira para Teresina, onde reside com sua mulher, a jornalista Renée Marie e um casal de filhos. Álvaro Luís Carneiro foi internado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Hospital em Teresina com complicações graves causadas pelo Covid-19 e nos primeiros dias de outubro com o agravamento de seu quadro de saúde foi entubado e transferido para o Hospital Sírio-Libanês, onde foi internado imediatamente na UTI. “Estou muito emocionado. Vou voltar para minha casa, para minha família”, afirmou Álvaro Carneiro.